Morre Mory Kanté, embaixador do AfroPop e cantor de ‘Yeke Yeke’, aos 70 anos

A família do músico afirmou que ele será testado para COVID-19

Redação Publicado em 25/05/2020, às 11h01

None
Mory Kanté, embaixador do AfroPop e cantor de ‘Yeke Yeke (Foto: YouTube / Reprodução)

Mory Kanté, um nome influente na música africana, morreu na última sexta, 22, aos 70 anos, em Conacri, capital da Guiné. A notícia foi dada pela revista Billboard e confirmada pela família do músico.

+++LEIA MAIS: Novo estudo aponta que cannabis pode ajudar no combate ao coronavírus; entenda

Kanté foi chamado de “embaixador da música AfroPop” pela Billboard, principalmente por disseminar a cultura guineense para o mundo todo.

Nascido em 29 de março de 1950, ele ficou conhecido como um ilustre tocador de Kora, instrumento tradicional da África, e membro da Rail Banda, que projetou muitos outros músicos, incluindo Salif Keïta, a "Voz de Ouro da África".

O primeiro álbum internacional de Kanté, Kourougnègnè, foi lançado em 1981 e o último, La Guinéenne, em 2012.

+++LEIA MAIS: Quantas vidas a quarentena contra coronavírus já salvou no Brasil?

“A Guiné e o mundo inteiro perderam uma grande personalidade”, disse o filho de Kanté, Balla Kanté, à Associated Press, acrescentando que o pai não estava se sentindo bem há algum tempo. De acordo com Balla, os médicos devem testá-lo para COVID-19, mas a causa da morte ainda é desconhecida.

Assista ao clipe de "Yeke Yeke" abaixo:

 


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE