Morre o escritor baiano João Ubaldo Ribeiro

Autor de Sargento Getúlio foi vítima de uma embolia pulmonar

Redação Publicado em 18/07/2014, às 10h46 - Atualizado às 12h29

João Ubaldo Ribeiro
Divulgação

Morreu na manhã desta sexta-feira, 18, aos 73 anos, o escritor baiano João Ubaldo Ribeiro. Ele estava em casa, no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela Academia Brasileira de Letras, da qual ele fazia parte. Ele foi vítima de uma embolia pulmonar.

Ubaldo nasceu na Bahia, na cidade de Itaparica, onde estudou direito na Universidade Federal da Bahia - ele nunca exerceu a profissão, contudo. O escritor trabalhou como professor na mesma universidade, foi jornalista no Jornal da Bahia e na Tribuna da Bahia, além de colunista em jornais de todo o mundo, como o alemão Frankfurter Rundschau. Ele também colaborou com publicações brasileiras como Folha de S. Paulo, O Globo, O Estado de S. Paulo, entre outros.

Na bibliografia do escritor estão os romances Setembro não Tem Sentido (que escreveu quando tinha 21 anos de idade), o clássico Sargento Getúlio, Vencecavalo e o Outro Povo, Viva o Povo Brasileiro e A Casa dos Budas Ditosos. São dez romances, no total, além de contos, ensaios e artigos que o alçaram à posição de sétimo ocupante da cadeira 34 da Academia Brasileira de Letras.

Comparado a Graciliano Ramos e Guimarães Rosa, Ubaldo ganhou o Prêmio Camões, em 2008, considerado a maior premiação para a língua portuguesa. Ele também recebeu dois prêmios Jabuti, um de Melhor Autor, recebido em 1972 com Sargento Getúlio, e outro de Melhor Romance do Ano, com Viva O Povo Brasileiro, recebido em 1984.

O escritor também manteve uma forte relação com a Alemanha, tendo morado em Berlim no começo dos anos 1990. Ele foi colunista do jornal Frankfurter Rundschau e colaborador do Diet Zeit. Seis livros do baiano foram traduzidos para o alemão, entre eles O Sorriso do Lagarto e Sargento Getúlio – que o próprio autor traduziu para o inglês, assim como fez com Viva o Povo Brasileiro.

Ubaldo tinha 73 anos, era pai do ex-VJ da MTV, Bento Ribeiro, e de outras três filhas. Ele deixa também a esposa Berenice de Carvalho Batella Ribeiro. Abaixo, a mensagem postada por Bento Ribeiro no Twitter: