Morre o guitarrista J. Geils aos 71 anos

O líder do J. Geils Band, que teve sucessos como “Centerfold”, “Freeze-Frame” e “Love Stinks”, foi encontrado morto na casa dele

Rolling Stone EUA Publicado em 12/04/2017, às 10h53 - Atualizado às 10h54

J. Geils
AP

John Warren Geils Jr., mais conhecido como J. Geils, guitarrista do J. Geils Band, foi encontrado morto na casa dele em Groton, Massachusetts, nos Estados Unidos, na última terça, 11. Ele tinha 71 anos. Segundo a polícia da cidade de Groton, “uma investigação preliminar indica que Geils morreu de causas naturais”.

“Aproximadamente às 16h, a polícia de Groton respondeu a um chamado na rua Graniteville para checar o bem-estar de alguém”, a polícia disse em um comunicado. “Ao chegar na residência, a polícia localizou um homem que estava inconsciente. Ele foi declarado morto na cena… O departamento de polícia de Groton está investigando a morte, conforme o procedimento padrão em todas as mortes não assistidas, no entanto não há suspeita de crime no momento.”

O J. Geils Band lançou uma série de disco nos anos 1970 e começo dos 1980. Com o vocalista Peter Wolf na dianteira, a banda se tornou conhecida por singles como “Centerfold”, “Love Stinks”, “Come Back” e “Freeze-Frame”.

Formada em Worcester, Massachusetts, em 1967, o J. Geils Band se tornou um dos grupos locais favoritos e lançou o debute autointitulado em 1970. Eles chegaram às paradas em 1973 com Bloodshed e ao longo da década produziram um som que unia blues rock, R&B, soul e pop. Durante os anos 1970, a J. Geils Band produziu oito álbuns em estúdio e dois gravados ao vivo enquanto faziam shows incessantemente – mas eles ainda não chegariam ao topo, em termos comerciais, até o começo da década seguinte.

Em 1980, o J. Geils Band lançou Love Stinks, o primeiro disco de platina do grupo, e no ano seguinte o álbum Freeze-Frame, 12º da carreira, levou os norte-americanos ao topo. O disco em questão conta com a única faixa do J. Geils Band que chegou ao topo das paradas, “Centerfold”, apesar de a faixa-título também ter feito sucesso.

No entanto, a banda começou a se despedaçar após o pico de sucesso. Wolf foi atrás de uma carreira solo e não apareceu no disco final do J. Geils Band de 1984, You’re Gettin’ Even While I’m Gettin’ Odd. O J. Geils Band se separou oficialmente em 1985, mas começou a tocar eventuais shows de reunião em 1999. Em 2012, no entanto, Geils oficialmente saiu do grupo e processou os colegas de banda por conspirar a entrar em turnê sem ele e usar o nome da banda de forma ilegítima.

Fora do J. Geils Band, Geils se manteve ocupado enquanto músico. Na metade da década de 1990, ele lançou dois álbuns com a banda Bluestime e, durante os anos 2000, voltou às raízes do jazz com três discos solo.