Morre o lendário crítico de cinema Roger Ebert

Ele estava com 70 anos e lutando contra um câncer

Redação Publicado em 04/04/2013, às 17h05 - Atualizado às 17h23

Roger Ebert
AP

O lendário crítico de cinema Roger Ebert, que trabalhou por 46 anos para o jornal Chicago Sun-Times, morreu aos 70 anos nesta quinta, 4. Ele sofreu complicações relativas a um câncer na tireóide contra o qual lutava desde 2002, segundo o veículo no qual trabalhava. Nos últimos anos, ele precisava do auxílio de uma máquina para conseguir falar e, como resultado das cirurgias, teve o rosto deformado e usava uma prótese no queixo.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Nascido Roger Joseph Ebert, em Urbana, no dia 18 de junho de 1942, ele ficou bastante conhecido do público com seu sistema de medição da qualidade dos filmes com “polegares para cima” ou “para baixo”. Além disso, estrelou os mais famosos programas de análise de filmes da história da TV norte-americana. O mais recente era o Roger Ebert Presents at the Movies, da PBS, no qual ele já praticamente não aparecia, recentemente, deixando que os outros críticos cuidassem das resenhas.

Mesmo doente, Ebert continuou escrevendo e era bastante ativo no Twitter. Aliás, Ebert sempre foi adiantado em questões tecnológicas. Foi um dos primeiros investidores do Google e tinha um site próprio, bastante visitado e premiado.

O reconhecimento veio, ainda, quando ele foi o primeiro crítico de cinema a ganhar um prêmio Pulitzer (1975) e, também, ao receber uma estrela na Calçada da Fama, em 2005, passando a ter seu nome registrado em meio aos artistas sobre os quais escrevia. Ebert foi autor de muitos livros e era uma das figuras mais respeitadas pelos colegas de profissão.