Morre o senador e ex-presidente Itamar Franco

Político tinha 81 anos e estava internado desde o dia 21 de maio, quando foi diagnosticado com leucemia

Da redação Publicado em 02/07/2011, às 14h44

Itamar Franco morreu aos 81 anos
AP

Morreu na manhã deste sábado, 2, o ex-presidente e senador Itamar Franco. Ele estava internado desde o dia 21 de maio, quando foi diagnosticado com leucemia. De acordo com o Hospital Albert Einstein, Itamar Franco morreu às 10h15, em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC).

O ex-presidente, que foi eleito senador no ano passado com mais de cinco milhões de votos, estava reagindo bem ao tratamento, mas enquanto estava internado, desenvolveu uma pneumonia grave. De acordo com o site do jornal Folha de S. Paulo, um boletim médico divulgado no dia 27 de junho apontou o problema, e Franco foi transferido para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital. Em 28 de junho, enquanto estava internado, o senador completou 81 anos.

O corpo de Itamar Franco será transportado neste domingo, 3, para Juiz de Fora, em Minas Gerais, onde será velado na Câmara Municipal. No dia seguinte, ele será levado para Belo Horizonte, e receberá homenagens no Palácio da Liberdade, sede do governo de Minas. O corpo será cremado na cidade, por desejo do ex-presidente e senador.

Vida política

Itamar Franco foi eleito vice-presidente em 1989, junto a Fernando Collor de Mello. Em 1992, acusado de corrupção, Fernando Collor sofreu um processo de impeachment e renunciou à presidência. Itamar Franco assumiu o cargo em 2 de outubro de 1992.

Fernando Henrique Cardoso, ministro da Fazenda durante o mandato de Itamar Franco, foi responsável pela implantação do Plano Real. FHC viria a suceder Itamar na Presidência da República em 1994.

Itamar Franco nasceu em 28 de junho de 1930, a bordo de um navio. Ele foi registrado em Salvador, na Bahia, e ingressou na carreira política em Minas Gerais, pelo MDB. Foi eleito prefeito de Juiz de Fora em 1967 e 1971. Em 1998, foi eleito governador de Minas Gerais; em 2010, foi eleito senador pelo estado.