Morre Paul Ritter, ator de Chernobyl e 007 - Quantum of Solace, aos 54 anos

O artista morreu na última segunda, 5, em consequência de um tumor no cérebro

Julia Harumi Morita | @the_harumi Publicado em 06/04/2021, às 08h50

None
Paul Ritter (Foto: Getty Images /Jeff Spicer)

O ator Paul Ritter, conhecido por participar da série Chernobyl e do filme 007 - Quantum of Solace, morreu aos 54 anos na última segunda, 5. A notícia foi confirmada ao The Guardian pelo agente do artista. (Via NME)

De acordo com o comunicado oficial do agente do artista , Ritter sofria com um tumor no cérebro e "morreu pacificamente em casa com a esposa, Polly, e os filhos, Frank e Noah, ao lado dele". 

+++LEIA MAIS: Chernobyl - veja comparações entre cenas da série e filmagens históricas do desastre

Ao longo da carreira, Ritter marcou presença em filmes de sucesso, como Harry Potter e o Enigma do Príncipe (2009), 007 - Quantum of Solace (2008), O Garoto de Liverpool (2010) e Inferno (2016).

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

Na televisão e nas plataformas de streming, Ritter se destacou por participar de The Walking Dead (2010), do sucesso da Netflix Chernobyl (2019), da produção britânica Friday Night Dinner (2011), a qual protagonizou como Martin Goodman.

Neste ano, Friday Night Dinnercompletou 10 anos e a produção planejou uma comemoração especial, da qual Ritter faria parte. 

+++ LEIA MAIS: Criador da série Chernobyl explica por que os atores não fizeram sotaque russo

Paul era um ator excepcionalmente talentoso, interpretando uma enorme variedade de papéis no palco e na tela com habilidade extraordinária. Ele era ferozmente inteligente, gentil e muito engraçado. Sentiremos muito a falta dele,” disse o agente de Ritter.


+++ KONAI: 'ESTAMOS EM PRESSÃO CONSTANTE PARA SER O QUE NÃO É NOSSO NATURAL' | ENTREVISTA

+++ MAIS SOBRE CHERNOBYL: Retrospectiva 2019: Euphoria, Chernobyl e The Boys: as 10 melhores séries do ano para o público [LISTA]

A maior parte das séries lançadas em 2019 foi muito bem recebida pelo público. Um exemplo é Euphoria, da HBO, estrelada por Zendaya e dona de muitos fãs. Ao longo do ano, as emissoras, e principalmente as plataformas de streaming, investiram em produções originais e exclusivas para ganhar espaço no mercado e fidelizar o público. 

Assim, os espectadores votaram no site IMDB quais foram as melhores séries com estreia neste ano.

+++LEIA MAIS: Netflix lidera indicações do Critics’ Choice Awards 2018; veja a lista completa

Confira a lista:

What We Do In The Shadows

Nota: 8.4
What We Do In The Shadows foi escrita e dirigida por Taika Waititi, o diretor de Thor: Ragnarok. A série segue um padrão de comédia documental e acompanha a rotina de 4 vampiros que dividem um casarão em Staten Island, Nova York. Com um teor um pouco bizarro e que mistura comédia e terror, o seriado conquistou um grande público.


Euphoria

Nota: 8.4
Com uma belíssima fotografia e trilha sonora, Euphoria tem uma trama adolescente com cenas extremamente dramáticas. Protagonizada por Zendaya, a série teve estreou junho de 2019 na HBO.

+++ LEIA MAIS: Euphoria: Louis Tomlinson, de One Direction, não aprova cena de sexo com Harry Styles na série


Inacreditável

Nota: 8.5
Inacreditável reflete de uma maneira clara e profunda sobre como a sociedade e as forças policiais tratam vítimas de estupro e violência sexual. A produção original da Netflixnarra a luta de uma jovem induzida a retirar uma acusação de estupro após uma investigação ineficiente, sexista, machista e preconceituosa de dois policiais.


O Cristal Encantado: Era da Resistência

Nota: 8.6
Um pouco diferente do comum, O Cristal Encantado: Era da Resistência antecede a história de O Cristal Encantado, de 1982. A série, também da Netflix, foi feita majoritariamente com fantoches - e um pouco de computação gráfica. Além disso, fala bastante sobre a mitologia do mundo de Thra.


Love, Death & Robots

Nota: 8.7
Love, Death + Robots não segue uma linha cronológica; cada episódio da animação é independente, tanto na trama quanto no estilo da animação, e fala sobre temas bastante atuais e com em média 20 minutos. A série é uma animação bem futurista e de ficção científica.


The Boys

Nota: 8.8
The Boysestreou em 2019 naAmazon e foi um dos maiores sucessos de todo o ano. A série retrata um mundo no qual super-heróis são privatizados e imagem deles é vendida como merchandising. Os heróis, contudo, são problemáticos e estão longe de ser os defensores da justiça que estamos acostumados a ver.


Olhos Que Condenam

Nota: 9.0
A minissérie Olhos que Condenam narra a história de um grupo de jovens negros processados e condenados injustamente, acusados de estuprar e assassinar uma menina que corria no Central Park. É exatamente esta reflexão que a série quer levantar: a seletividade penal no sistema jurídico americano. A produção original Netflixde 6 episódios é um dos maiores sucessos do ano e está entre as mais assistidas e maratonadas pelo público.


The Mandalorian

Nota: 9.1
Uma das produções mais esperadas do Disney +, The Mandalorian, do universo Star Wars, traz os eventos anos após O Retorno de Jedi. A primeira temporada da série é lançada semanalmente na plataforma de streaming.

+++ LEIA MAIS: The Mandalorian: 6 coisas que você precisa saber sobre a nova série de Star Wars 


Nosso Planeta

Nota: 9.4
Nosso Planeta é uma série de documentários original Netflix em parceria com o pesquisador Sir. David Attenborough. Com grande impacto emocional, o programa narra os ecossistemas com imagens inéditas da natureza.


Chernobyl

Nota: 9.6
Chernobyl também foi uma das principais séries daHBO em 2019. A produção de drama e terror traz detalhes do pior acidente nuclear da história baseado em pessoas reais.

+++ LEIA MAIS: Chernobyl: veja comparações entre cenas da série e filmagens históricas do desastre