Morre Samuel Little, maior serial killer dos EUA, aos 80 anos

Little foi preso em 2014 e chegou a confessar 93 assassinatos

Redação Publicado em 31/12/2020, às 17h30

None
Compilado de mugshots de Samuel Little (Foto: FBI via Getty Images)

Samuel Little, considerado pelo FBI o maior serial killer dos Estados Unidos, morreu aos 80 anos na manhã da última quarta, 30. A causa da morte ainda não foi divulgada pelas autoridades. Preso em 2014, Little confessou 93 assassinatos, cometidos entre 1970 e 2005.

Com uma extensa ficha criminal, Samuel Little serviu duas sentenças na década de 80 por agressão com porte de arma mortal e cárcere privado. Little foi condenado apenas em 2014, quando amostras de DNA o incriminaram pelo assassinato de três mulheres na década de 80. Ele estava cumprindo três sentenças consecutivas de prisão perpétua sem liberdade condicional.

+++LEIA MAIS: Serial Killers: 5 livros assustadores sobre assassinos em série

De acordo com o FBI, Little começou a confessar os crimes cometidos por ele em 2018, quando passou a ser entrevistado por um guarda. Ele admitiu ter assassinado 93 pessoas ao redor do país, de 1970 a 2005. O Departamento verificou 50 das confissões, com muitas ainda sendo investigadas, o que torna Little o maior serial killer dos Estados Unidos.

Autoridades afirmam que Samuel Little escolhia as vítimas com sagacidade: jovens negras em situações vulneráveis. Muitas delas eram prostitutas ou viciadas em drogas, o que fazia com que as mortes não fossem divulgadas ou investigadas apropriadamente.

+++LEIA MAIS: 7 séries sobre serial killers para assistir morrendo de medo, do Vampiro de Niterói a Mindhunter


+++SHOWS QUE PERDEMOS EM 2020 | ROLLING STONE BRASIL