Morre segunda vítima de acidente em palco de Madonna na França

Técnico britânico não resistiu aos ferimentos e faleceu na noite desta quinta, 16; outras oito pessoas também foram gravemente feridas após queda de uma grua

Da redação Publicado em 17/07/2009, às 12h32

Um segundo técnico acidentado enquanto montava o palco para o show de Madonna na França, programado para domingo, 19, não resistiu aos ferimentos e faleceu nesta sexta, 17. O britânico Charles Prow (agências de notícias divulgam duas idades diferentes: 23 ou 32 anos) uma das vítimas da queda de uma estrutura colocada no estádio Velodrome, na cidade de Marselha.

Na noite da última quinta, 16, o trabalhador foi submetido a uma cirurgia de urgência, mas não resistiu. A BBC News informa que outras oito pessoas também foram gravemente feridas no acidente (ontem, o site oficial de Madonna informou que eram sete pessoas no total), incluindo um norte-americano, também em estado grave. A primeira vítima da tragédia foi o francês Charles Criscenzo, de 53 anos.

Bombeiros informaram que o acidente decorreu do desequilíbrio do teto do palco, que era segurado por quatro gruas. Uma deles despencou. A estrutura "começou a tremer e a tombar" gradualmente, afirmou o vereador de Marselha, Maurice Di Nocera.

A popstar estava na Itália quando recebeu a notícia do acidente. "Mando orações àqueles que se feriram e suas famílias, e minha profunda solidariedade a todos afetados por essa tragédia", declarou em comunicado.