Morre 2° acusador de Kevin Spacey, Ari Behn, após suicídio na noite de Natal

Ari Behn acusou Kevin Spacey de assédio sexual em 2017

Redação Publicado em 26/12/2019, às 14h42 - Atualizado às 17h00

None
Ari Behn e Princesa Martha Louise (Foto: Britta Pedersen/picture-alliance/dpa/AP Images)

Na última quarta, 25, Ari Behn, de 47 anos, se suicidou. Em dezembro de 2017 o escritor e ex-marido da princesa norueguesa Martha-Louise, acusou Kevin Spacey de assédio sexual. A acusação de Behn aumentou a lista de cerca de 20 denúncias contra o ator, na época protagonista de House of Cards.

+++LEIA MAIS: Kevin Spacey compartilha mais um vídeo natalino com monólogo bizarro sobre mudanças; assista

A denúncia de Behn foi feita 10 anos depois de ter sido assediado porSpacey. Segundo o escritor, o ator o apalpou durante uma festa do Prêmio Nobel da Paz, apresentada pelo próprio astro hollywoodiano. 

Em entrevista para a BBC, Behn detalhou o caso: "Tivemos uma ótima conversa, ele se sentou ao meu lado. Depois de cinco minutos, ele disse, 'vamos lá fora fumar'. Então ele colocou a mão sob a mesa e me pegou pelas bolas".

+++ LEIA MAIS:  Após mais uma acusação de abuso sexual, Kevin Spacey posta vídeo interpretando Frank Underwood e negando denúncias

A família Real da Noruega publicou uma declaração lamentando a morte de Ari Behn, que foi casado de 2002 a 2016 com a princesa Martha-Louise. No documento, o Rei falou sobre o relacionamento com o escritor: “É com muita tristeza que a rainha e eu recebemos a notícia da morte de Ari Behn".

O rei continuou: "Ari é uma parte importante de nossa família há muitos anos, e temos boas e calorosas lembranças dele. Agradecemos por conhecê-lo. Lamentamos que nossos netos tenham perdido seu amado pai e temos profunda compaixão por seus pais e irmãos, que agora perderam seu amado filho e irmão".

Ironicamente, no dia 24 de dezembro, Spacey publicou um vídeo de um monólogo de seu antigo personagem em House of Cards, Frank Underwood. Na filmagem, disse: quando for atacado por alguém, a melhor forma de revidar é "matá-los com bondade".

LEIA MAIS: Após morte de acusador, Kevin Spacey se livra de processo de abuso sexual

O escritor é o segundo acusador de Spacey a morrer após as denúncias. Um massoterapeuta de identidade não revelada acusou o ator de tentar beijá-lo a força e pegar em seus órgãos genitais durante sessão em Malibu, em 2016. 

O massoterapeuta morreu em setembro de 2019 devido a um câncer. Após sua morte, o ator foi inocentado do caso que o homem movia contra ele.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'