Morre Waldick Soriano

Ícone do "romântico brega" tinha câncer de próstata; enterro é no Rio

Da redação Publicado em 04/09/2008, às 12h22 - Atualizado em 05/09/2008, às 08h44

Waldick Soriano faleceu hoje, 4, aos 75 anos, em decorrência de um câncer de próstata
Divulgação

*Atualizado em 5/9

Morreu hoje, às 5h45, o cantor Waldick Soriano, aos 75 anos de idade. Soriano sofria de câncer na próstata e foi internado no último domingo em uma unidade destinada a pacientes sem possibilidade de cura no Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Rio de Janeiro. A doença foi descoberta há cerca de dois anos, em estágio avançado.

O cantor nasceu na cidade baiana de Caetité e trabalhou como lavrador e engraxate antes de entrar para a carreira musical. Começou a se tornar conhecido na década de 60 com músicas românticas que deram origem ao estilo chamado de brega. Entre seus sucessos, estão as faixas "Eu não sou cachorro não", "Tortura de Amor" e "Perfume de Gardênia". O compositor deixa um legado de mais de 700 músicas.

No ano passado, ele lançou Waldick Soriano Ao Vivo, seu último álbum, em CD e DVD. Produto de um show gravado em Fortaleza, o projeto foi dirigido por Patrícia Pillar. A atriz, fã declarada do cantor, também assumiu a direção do documentário Waldick, Sempre no Meu Coração, que estreou no festival É Tudo Verdade no início deste ano.

O enterro acontece no Cemitério do Caju, no Rio de Janeiro, às 14h da sexta, 5. O velório aconteceu ontem até às 22h, quando os portões da Câmara dos Vereadores foram fechados - o local foi reaberto às 7h de hoje.