Mostra Maria de Todos Nós homenageia os 50 anos de carreira de Maria Bethânia

Exibição com obras de mais de 100 artistas será exposta entre julho e setembro, no Rio de Janeiro

Redação Publicado em 04/07/2015, às 10h14

-
TERESA EUGENIA

A região central do Rio de Janeiro será tomada entre 3 de julho e 13 de setembro por uma grande exposição que exalta a obra da cantora Maria Bethânia, que em 2015 completa 50 anos de carreira. O público poderá ver em Maria de Todos Nós cerca de 900 fotografias, 302 obras e 120 objetos de 160 artistas e fotógrafos, espalhados pelas doze salas do Paço Imperial, com entrada gratuita.

Os 100 Maiores Momentos da Música Brasileira.

O trabalho, com direção geral e expografia de Bia Lessa, abre a programação em comemoração aos 10 anos do Natura Musical, programa de valorização da música brasileira criado pela empresa de cosméticos em 2005. Maria de Todos Nós, nome inspirado em poema do irmão da cantora, Mabel Veloso, foi idealizado por amigos e fãs de Bethânia reunidos pela produtora Ana Basbaum.

Na Trilha da Canção documenta conexões artísticas entre nomes da MPB.

“O intuito não é ostentar a obra da artista, mas os ecos e as inspirações que brotam a partir de seu trabalho. Espontaneamente foram se juntando obras, ideias, artistas e admiradores e a exposição foi sendo concebida a partir desses estímulos. Não há propriamente uma curadoria, há objetos, obras de arte, fotografias, textos, poemas - em comum o fato de estarem expostas por terem sido, todos, um ato de criação, um esforço pessoal e um desejo de participar dessa ‘cerimônia’ de comemoração aos 50 anos de carreira de Bethânia.  Comemorar a artista é também comemorar o desejo da construção e a valorização de um Brasil mais genuíno e ético. Cá estamos, todos, nessa construção coletiva – utópica”, fiz ”, Bia Lessa.

Maria Bethânia declama poesias e canta de forma singela no espetáculo Bethânia e as Palavras.

Aroeira, Paulinho Moska, Ziraldo e a própria Bethânia, com trabalhos inéditos (entalhes em madeiras, cadernos de trabalho, base de criações, o camarim de palco utilizado em todas as suas apresentações), fazem parte do grupo que irá expor no Paço Imperial.

Também será possível ouvir canções criadas para a intérprete por jovens compositores como Pedro Sá, Moreno Veloso, Leo Tomassini, Rubinho Jacobina, o grupo Tira Poeira e Ivor Lancellotti. Aos sábados e domingos, às 16h, haverá realização de saraus e serão exibidos diariamente filmes e vídeos.

As sacadas e o redor do prédio do Paço Imperial abrigarão uma instalação com tecidos com frases de poetas que foram importantes na formação de Maria Bethânia, como Fernando Pessoa, Clarisse Lispector, Patativa do Assaré, Padre Antônio Vieira, Sophia de Mello Brahner e outros.

“Queremos que a exposição não tenha princípio e fim, que a trajetória remeta necessariamente o visitante a um círculo infinito. Não há passado, presente e futuro, não há começo, meio e fim; há uma trajetória criada a partir do desejo de cada visitante”, explica Bia.

Maria de Todos Nós, em homenagem aos 50 anos de carreira de Maria Bethânia

Local: Paço Imperial (Praça XV de Novembro, 48, Centro/RJ- Tel: (21) 2533-4359)

Período: 03 de julho, sexta, a 13 de setembro, domingo

De terça a domingo, das 12 às 18h

Entrada franca