Motociata de Bolsonaro em São Paulo teve menos de 7 mil veículos, informa sistema de pedágio

Dados vão contra falas de apoiadores de Jair Bolsonaro, que afirmaram a presença de 1,3 milhão de motos no evento, além de quebra de recorde no Guinness Book

Redação Publicado em 17/06/2021, às 10h59

None
Jair Bolsonaro e apoiadores em motociata (Foto: Rodrigo Paiva/Getty Images))

O sistema de monitoramento da rodovia dos Bandeirantes registrou na manhã do último sábado, 12, 6.661 passagens de veículos no pedágio de Campo Limpo, dentro do trecho percorrido pela motociata de Jair Bolsonaro (sem partido) no sábado, 12 de junho. 

Segundo a Folha de S. Paulo, esse número foi registrado entre 11h08 e 12h31, horário em que o ato do presidente passou pela rodovia dos Bandeirantes. A quantidade de veículos vai contra afirmações de apoiadores de Bolsonaro, que falaram em 1,3 milhão de motos no evento.

+++LEIA MAIS: Motociata de Bolsonaro não entrou para livro de recordes por reunir 1,3 milhão de veículos

Circularam nas redes informações de que, além do ato atingir mais de um milhão de veículos, a motociata teria entrado no livro dos recordes, o Guinness Book. A organização, contudo, afirmou à Folha de S. Paulo que “não aceita candidaturas a recordes que consideremos politicamente motivadas.”

Segundo a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), responsável por conceder os dados das praças de pedágio, o número pode ser maior que o divulgado. O motivo é o sistema de cobrança da rodovia, uma vez que  as motocicletas não pagam pedágio na via e o sistema não está programado para coletar dados sobre a passagem de motocicletas

+++LEIA MAIS: ‘Previsão é de 100 mil motos’, diz Bolsonaro sobre ato em São Paulo

Mesmo assim, Lincoln Seiji Otsuichi, especialista da Artesp, informou à Folha ser "muito improvável" que valores reais sejam o dobro do cálculo do sistema de pedágios. O governo paulista, por exemplo, estima a presença de 12 mil motos.


+++ URIAS | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL