Mulher-Gato faz 80 anos: as 5 melhores versões da amante e inimiga de Batman, da DC Comics

Quadrinhos, filmes, séries e animações: Selina Kyle é uma das melhores personagens da editora

Redação Publicado em 08/03/2020, às 13h00

None
Diferentes versões da Mulher-Gato (Foto: Reprodução/DC Comics/Rocksteady Studios/Warner Bros.)

Uma das personagens mais icônicas do mundo nerd é Mulher-Gato, também conhecida como Selina Kyle. A personagem foi criada, em 1940, por Bob Kane e Bill Finger e fez sua primeira aparição em Batman #1. Na época, era conhecida apenas como "A Gata".

Desde então, Mulher-Gato teve diversas versões em diferentes mídias, como na televisão, cinemas, games, entre outros. Conheça as cinco melhores versões da personagem:

+++LEIA MAIS: Foto revela primeira vilã de The Batman com Robert Pattinson: é a Mulher-Gato?

Gotham (2014)

A série Gotham ficou conhecida por adaptar a história dos personagens de Batman de maneira diferenciada. Com Mulher-Gato, não foi diferente.

O seriado mostra a personagem, interpretada por Camren Bicondova, aos 14 anos, vivendo nas ruas de Gotham. Selina Kyle testemunha o assassinato dos pais de Bruce Wayne e faz um acordo com o Gordon para ajudar a investigação. Em troca, livraria-se de alguns problemas na justiça.

Ao decorrer da série, torna-se amiga do jovem Bruce Wayne chega a dar um beijo no garoto. Mas, desde sempre, já demonstrava traços de anti-heroína, flertando com a lei e o crime.


Batman: Arkham City (2011)

Mulher-Gato tem um papel importante na trama de Batman: Arkham City. Aparece logo no início do game. Sequestrada pelo Duas-Caras, é salva por Batman enquanto o herói busca informações sobre o Protocolo 10.

O jogo teve uma DLC só da Mulher-Gato, na qual o jogador acompanha a visão da personagem  - e não do Batman. Foi tão importante para Batman: Arkham Cityque, no final do jogo, Selina abre mão de fugir de Arkham e de muito dinheiro para salvar a vida do Homem-Morcego.


Batman: A Série Animada (1992)

Para muita gente, esse foi o primeiro contato com a Mulher-Gato. O visual da personagem na série foi inspirado em Michelle Pfeiffer de Batman: O Retorno. Na animação, Mulher-Gato é bem parecida com os quadrinhos, e participa na vida do Batman tanto como aliada quanto como inimiga.


Batman: O Retorno (1992)

Para a personagem, Michelle Pfeiffer trouxe uma versão mais caricata e bizarra, do jeito mais Tim Burton (responsável por Batman: O Retorno) possível, e marcou época.

Mesmo com performance de destaque, Pfeiffer não foi a primeira, nem segunda, nem terceira opção para o papel. A princípio, Annette Bening foi a escolhida para viver Selina Kyle, mas, por ter engravidado, decidiu abrir mão do papel.

Demi Moore e Nicole Kidman também foram analisadas, mas recusaram a oferta.


Batman (1940)

Por último, mas não menos importante, a primeira versão da Mulher-Gato, criada por Bill Finger e Bob Kane.

Nos anos 1980, a personagem usava uma roupa roxa com capa verde, bem diferente dos dias atuais. No entanto, Mulher-Gato já se mostrava anti-heroína, e fazia Batmanduvidar se Selina era heroína ou vilã.


+++ SESSION ROLLING STONE BRASIL: DELACRUZ - ANESTESIA