Museu de Música da Jamaica deve abrir as portas em 2011

Localizado em Kingston, museu trará itens importantes da história musical do país

Da redação Publicado em 08/03/2010, às 17h31

A Jamaica deverá abrir em 2011 um museu dedicado à história da produção musical do país, que inclui artigos raros de artistas como Bob Marley e Peter Tosh. A informação é da agência de notícias Associated Press.

Entre os itens que estarão expostos ao público, há uma fita cassete com um blues gravado por Tosh junto a Mick Jagger e Keith Richards, dos Rolling Stones. Quem revelou a informação foi o próprio curador do museu, Herbie Miller, no domingo, 7. Segundo ele, que foi empresário de Tosh, a fita foi gravada em junho de 1977, em Nova York.

O museu está pedindo doações para ajudar a preservar a história musical jamaicana. Dois anos atrás, um incidente afetou o acervo do país. Foi descoberto que uma grande coleção de canções da década de 70, incluindo gravações originais de Marley e Tosh, havia desaparecido dos arquivos do grupo de comunicação Jamaica Broadcasting Corp. Os itens, cerca de centenas de vinis e CDs, até hoje não foram encontrados.

Miller afirma que ainda não há data certa para a abertura do Museu de Música da Jamaica, que estará localizado em Kingston. O local será mantido financeiramente pelo Instituto Jamaica, vinculado ao governo do país.