Música e consciência ambiental

Cerca de 14 mil pessoas assistiram aos shows de AfroReggae, Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Lenine, Jason Mraz e Sting no festival Nós About Us, neste domingo, 22, em São Paulo

Por Patrícia Colombo Publicado em 23/11/2009, às 14h55

Aconteceu neste domingo, 22, o festival Nós About Us, na Chácara do Jockey, em São Paulo. Cerca de 14 mil pessoas compareceram ao evento, que apoia a conscientização ambiental e contou com shows do AfroReggae, Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Lenine, e ainda, com as presenças gringas de Jason Mraz e Sting. Para saber como foi o show do ex-vocalista do The Police, clique aqui. Abaixo, confira nossas impressões sobre as outras apresentações.

AfroReggae

Da favela Vigário Geral, no Rio de Janeiro, para São Paulo, o AfroReggae abriu o festival. Nascida em 1993 de um projeto social, a ONG Grupo Cultural AfroReggae, a banda subiu ao palco pontualmente às 15h, quando o sol ainda brilhava timidamente. Abrindo com "Que País é Esse?", canção da Legião Urbana, de 1987, o AfroReggae empolgou o pequeno público que ainda estava chegando ao evento. Com a sonoridade da percussão acentuada e reggae da maioria das canções, o grupo tocou, além das composições próprias, como "Tempo Sem Medida" (música de trabalho do novo álbum da banda, Erga-se), "Vamos Fugir", de Gilberto Gil, e um trecho de "Stir it Up", de Bob Marley.

Arnaldo Antunes

Arnaldo Antunes assumiu o palco do About Us logo após a apresentação do AfroReggae. Dono de vozeirão grave e estilo musical inconfundíveis, o ex-Titãs apresentou algumas das faixas de seu mais recente álbum, Iê Iê Iê - sim, o cantor, que trajava um terno metade verde-abacate, metade preto, realizou um show com levada sessentista. Edgar Scandurra, ex-Ira! (e companheiro de Arnaldo no projeto Pequeno Cidadão, de músicas infantis), marcou presença durante o show, já que também participou da gravação do disco. Entre as músicas que mais animaram o público estava a versão rock interessantíssima para "Vou Festejar", samba de Jorge Aragão, mais conhecido na voz de Beth Carvalho.

Carlinhos Brown

O início do show de Carlinhos Brown foi marcado por problemas de som. A música que abria sua apresentação, "Carlito Marrón", teve de ser interrompida para que os contratempos fossem resolvidos. Depois, o show seguiu com canções dos Tribalistas, trio formado por ele, Arnaldo Antunes e Marisa Monte, como "Velha Infância", "Já Sei Namorar" e "Carnavália". "Beija-Flor" (o axé que era sucesso no início dos anos 1990), "Uma Brasileira" e "A Namorada" também fizeram parte do setlist do baiano. A interação de Brown com o público era tanta que o cantor desceu do palco, entrou na pista VIP e, posteriormente, na pista normal, agitando a plateia com a batucada característica de seu som.

Lenine

Lenine deu sequência ao festival com apresentação iniciada às 17h50. O recifense, responsável por uma sonoridade que agrega diversos estilos, caminhando pelo rock, passando pelo forró, e indo em direção à MPB, tocou diversos sucessos que comprovaram a mistura pela qual o cantor é conhecido. A linda "O Último Pôr-do-Sol" abriu o show e foi seguida por "Candeeiro Encantado". Uma versão de "Trem das Onze", de Adoniran Barbosa, foi tocada após a execução de "A Rede". Foi durante "Paciência" que o apelo em prol dos cuidados com o meio ambiente, em que se baseava o festival, foi realizado. Ao longo da canção, apareciam no telão algumas pessoas que estavam no evento, cantando com um microfone em mãos. Ao final, Lenine convidou ao palco Cristiano Borges, presidente da ONG Songs of Love, que trabalha com a produção de músicas personalizadas para crianças que sofrem com doenças graves. Lenine, Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes, junto ao público, cantaram uma música feita especialmente para Amanda, que tem 8 anos, com a presença da pequena no palco, junto à sua família.

Jason Mraz

Após apresentação de Lenine, Jason Mraz e banda assumiram o palco do About Us. Apesar de grande parte do público desconhecer a maioria das canções, o show arrancou gritos dos adolescentes que compareceram ao evento justamente para assistir a Mraz em sua primeira vinda ao país.

Era visível a boa interação do cantor com a banda (que contava com um trio de metais de extrema competência), bem como com o público. Simpático e grudado em seu violão, o artista optou por tocar, predominantemente, as canções que integram seu mais recente álbum, We Sing. We Dance. We Steal Things, de 2008. Estavam lá "The Dynamo of Volition", "Coyotes", "Butterfly", entre outras.

Sandy fez uma participação especial durante o show, cantando com Mraz a música "Lucky", que foi gravada originalmente com a norte-americana Colbie Caillat. O momento foi interessante, mas não emocionou. "I'm Yours", incessantemente reproduzida nas rádios do país, foi acompanhada pelo coro da plateia, no auge da apresentação.

Em um show com levadas reggae e surf music já aguardadas, Bob Marley não foi esquecido. Emendando em "I'm Yours", Mraz tocou a clássica "Three Little Birds", de 1977, gravada por Marley no álbum Exodus.