Músicas do Motley Crue tem um crescimento absurdo com o sucesso do filme The Dirt

A trilha sonora do filme alcançou a primeira posição no iTunes Charts

Redação Publicado em 29/03/2019, às 13h30

None
Douglas Booth, Daniel Webber, Iwan Rheon e Machine Gun Kelly em 'The Dirt' (Foto:Divulgação)

Motley Crue está sentindo os efeitos positivos da cinebiografia The Dirt, lançada na última sexta, 22, na plataforma de streaming Netflix.

As plataformas Spotify e Apple Music construíram um espaço dedicado a banda: Motley Super Room com uma playlist feita pelos integrantes da banda.

O retorno foi imediato com um aumento de fluxo de 570% no Spotify, 900% no Apple Music e 2.027% de crescimento de downloads no Apple iTunes. A Amazon também está se beneficiando com biografia que voltou para o primeiro lugar de vendas.

+++ Crítica diz que filme do Motley Crue diminui as mulheres e irritação de Tommy Lee só confirma isso

A playlist Motley Essentials está mais alta que a Drake Essentials na Apple Music. O efeito está sendo sentido globalmente. O filme obteve uma pontuação de audiência de 85% no Rotten Tomatoes. 

A trilha sonora de The Dirt produzida pela Motley Records e Eleven Seven Music alcançou a primeira posição nas paradas do iTunes, em quarta posição nos Estados Unidos e em quinta posição em todo o mundo.

+++ Ozzy Osbourne realmente bebeu a própria urina, como mostrado no filme do Motley Crue?

A autobiografia foi escrita por Nikki Sixx juntamente com os outros integrantes da banda e o escritor Neil Strauss do The New York Times.

"No filme, mostramos exemplos dolorosos de violência, homicídio, overdose e a perda de um filho. Não poderíamos colocar tudo que há em um livro de 430 páginas em um filme de uma hora e cinquenta minutos. Mas sentimos que a alcançamos nosso objetivo de mostrar a desvantagem do sexo, das drogas e do rock e roll.", comenta Sixx.

Algoritmo da Vida: novo projeto da Rolling Stone Brasil busca sintomas de depressão mas redes sociais para prevenção do suicídio: