Pulse

Músicas do Muse e Soundgarden bombaram após foto do buraco negro

Um fenômeno importantíssimo para a ciência e que também surtiu efeitos na indústria fonográfica

Redação Publicado em 20/04/2019, às 19h00

None
Matt Bellamy, do Muse (Foto:Owen Sweeney/Invision/AP)

Depois que a NASA compartilhou com o mundo todo a primeira foto tirada de um buraco negro, um reflexo curioso deixou sua marca no mundo da música: duas músicas tiveram aumentos estrondosos no número de reproduções: “Supermassive Black Hole”, do Muse, e “Black Hole Sun”, do Sound Garden.

De acordo com a Nielsen Music, instituto que levanta estatísticas da indústria fonográfica, a primeira  faixa marcou uma escalada de 33% nos streamings a partir do dia 10 de abril, quando a imagem foi revelada. Em outras palavras, foi de 149 mil, para 199 mil reproduções nos três dias seguinte ao fato histórico.

+++ Solta o riff! Rolling Stone Brasil vai premiar o melhor riff com prêmios exclusivos no Instagram 

Já a segunda música, da banda que era liderada por Chris Cornell, teve um aumento total de audições em 26%, que representa um salto de 622 mil para 783 mil.

Em 2007, ano seguinte de quando foi lançada, “Supermassive Black Hole” chegou à sexta posição na parada da Alternative Songs. Na mesma lista, “Black Hole Sun” atingiu a segunda posição em 1994.

Recentemente, os fãs de Chris Cornell criaram uma petição para que o buraco negro seja nomeado em sua homenagem, e até o guitarrista Tom Morello, companheiro de Audioslave, apoiou a movimentação.

Entrevista RS: Di Ferrero fala sobre música pop, vida pós-NX Zero e projeto engavetado com Emicida: