Músico britânico Van Morrison lançará três músicas anti-quarentena após criticar distanciamento social

Os lançamentos das canções devem acontecer nas próximas semanas

Redação Publicado em 18/09/2020, às 19h42

None
Van Morrison em 2020 (Foto: Gareth Cattermole/Gareth Cattermole/Getty Images)

O número de mortes pelo coronavírusé, atualmente, de 947.000, e a Europa enfrenta o segundo pico da pandemia. Mesmo assim, de alguma forma, existem pessoas como Van Morrison que acreditam que é uma farsa e incentivam falsas expectativas nas pessoas. As informações são do Consequence of Sound

+++LEIA MAIS: Acredite: Trump sabia que novo coronavírus era mortal, mas quis ‘acalmar as coisas’

Em um comunicado no mês passado, o britânico criticou os novos formatos de shows com pessoas socialmente distantes. Ainda, convidou outros músicos a se juntarem a ele na reivindicação de um retorno ao "público em plena capacidade". 

Agora, Van Morrison anunciou uma série de canções de protesto anti-quarentena. Como relata a BBC, o músico quer lançar três singles com críticas ao isolamento social. Os lançamentos devem acontecer nas próximas semanas. 

+++LEIA MAIS: Chris Rock critica partido democrata dos EUA por ter focado demais em Trump e pouco na pandemia

Born to Be Free” (“Nascido para ser livre”, em tradução livre) é o primeiro single que deve ser lançado na próxima semana. A letra diz, via Telegraph: “O novo normal, não é normal. Não é nada normal. Todo mundo parece estar com amnésia. Não preciso do governo restringindo meu estilo.”

O segundo lançamento, "No More Lockdown" (“Sem mais quarentena”, em tradução livre), apresenta um protesto de Van Morrison contra o governo e "agressores fascistas" que estão "perturbando nossa paz". 

+++LEIA MAIS: Como a pandemia de coronavírus afetou a indústria do rock no Brasil? Documentário detalha problemas do setor [EXCLUSIVO]

Por fim, “As I Walked Out” (“Enquanto eu saía”, em tradução livre), está relacionada com a suposta 'desinformação' dita por especialistas. “No site do governo de 21 de março de 2020. Dizia que COVID-19 não era mais de alto risco. Dois dias depois. Eles nos colocaram sob quarentena.”

Sobre as músicas, Van Morrison disse: “Não estou dizendo às pessoas o que fazer ou pensar, o governo já está fazendo um ótimo trabalho nisso. É uma questão de liberdade de escolha, acredito que as pessoas devem ter o direito de pensar por si mesmas.” 


+++ JOÃO GORDO: 'O QUE ESTÁ ACONTECENDO HOJE NO BRASIL É COMPLETAMENTE SURREAL' | ROLLING STONE