"Estou animado para ver todo mundo de novo”, diz integrante do Cut Copy sobre show em São Paulo

Banda australiana se apresenta no festival Moto Music on Stage nesta sexta, 6

Luísa Jubilut Publicado em 05/06/2014, às 16h44 - Atualizado às 19h39

Cut Copy
Divulgação

Três anos e um novo disco após a última passagem do Cut Copy pelo Brasil, o quarteto australiano de synthpop retorna a São Paulo para uma apresentação no festival Moto Music on Stage – que também conta com as bandas Database, The Drone Lovers e Selvagem - nesta sexta-feira, 6, na Audio Club SP. A última turnê, impulsionada pelo disco Zonoscope, foi fundamental para encontrar os novos elementos presentes em Free Your Mind, lançado no ano passado. “Nós usamos vários teclados diferentes, baterias eletrônicas e efeitos”, diz Tim Hoey à Rolling Stone Brasil. “Muito disso levou ao novo álbum. Também houve a formação deste novo tema, e um senso de euforia que foi explorado em Free Your Mind.”

Parte novo som do grupo, formado em 2001, veio da absorção dos ambientes da turnê - Dan Whitford, Mitchell Dean Scott, Ben Browning e Hoey cultivaram o hábito de comprar discos, ir a shows, visitar museus, e explorar a arquitetura das cidades selecionadas. “Nós sempre levamos essas experiências conosco para casa”, ele conta. “Elas dão o impulso para escrever novas músicas.” A apresentação desta sexta promete não só contemplar o repertório de F.Y.M., mas equilibrar as novas faixas com hits de Bright Like Neon Love,In Ghost Colours e Zonoscope. “Ter quatro álbuns torna mais difícil encaixar tudo aquilo que as pessoas querem ouvir”, diz Hoey. Para ele, a parte visual da performance – que incluiu um show de luzes e de vídeo – garante um intenso espetáculo à parte.

A popularização da música eletrônica é uma movimentação observada de perto pelo músico. O gênero, segundo ele, tem caído cada vez mais no gosto mainstream. “Essas coisas se movimentam em ciclos”, ele pondera. “Existe uma cena eletrônica forte em todas as eras.” E no aspecto disseminador, a internet exerce um papel dúbio. “É uma faca de dois gumes. Existe um acesso tão imediato à música online que, por vezes, bandas, músicas e artistas passam despercebidos. Ou as pessoas não têm paciência de investir em certas bandas e artistas. Mas tudo se resume à composição. Se você não está fazendo música de substância será mais difícil conseguir atenção.” Resta esperar que as pessoas, abertas à cena eletrônica atual, tenham a iniciativa de ir além e explorar os pioneiros do gênero. “Há tantos artistas e produtores de música eletrônica que não recebem o reconhecimento devido”, lamenta.

A apresentação em São Paulo acontece menos de uma semana antes da Copa – é, sem sombra de dúvidas, um cenário recheado de experiências inspiradoras a serem absorvidas pelo grupo. Contudo, não haverá tempo para assistir à abertura ou a jogos: a turnê precisa seguir em frente. “Nós bem que queríamos”, diz Hoey, que vai aproveitar a passagem por São Paulo para visitar o Rio. “O Brasil é um lugar tão lindo, e os últimos shows que fizemos foram incríveis. Estou animado para ver todo mundo de novo.”

Cut Copy no Moto Music On Stage

Sexta-feira, 6 de junho, às 22h

Local: Audio Club SP - Av. Francisco Matarazzo, 694 – Barra Funda

Ingresso: Entre R$ 140 e R$ 160 (há meia entrada)

Informações: (11) 2027-0777