Músicos definem valor ganho por download

A partir de agora, serviços online pagarão 10,5% de sua arrecadação para artistas

Da redação Publicado em 24/09/2008, às 16h19

As grandes gravadoras, os artistas sob seus contratos e as lojas virtuais online entraram em um acordo nesta quarta-feira, definindo que a partir de agora cada canção consumida por internautas terá 10,5% do seu ganho total revertida para os músicos.

Portais que ganham com a transmissão em streaming de músicas pagarão o mesmo valor aos artistas. Empresas que trabalham com a exibição de publicidade ou com serviços de assinatura também entram no negócio.

O acordo não inclui a venda de músicas que ficam disponíveis para download ilimitado, aqueles que permitem cópias feitas por seus compradores. Atualmente, a loja virtual iTunes, que retirou o DRM de seus produtos, paga aproximadamente 12 centavos de dólar por cada música vendida aos artistas, 12,6% do preço total, US$ 0,99.

A taxa ainda não tem data para entrar em vigência. Além disso, ela só valerá para artistas sob contrato da RIAA, a Associação Norte-Americana da Indústria Fonográfica.