My Bloody Valentine passará "por mudanças radicais", diz Kevin Shields

Banda irlandesa, sem álbum novo desde 1992, ganhará um integrante e promete terminar o terceiro disco ainda este ano

Da redação Publicado em 19/04/2009, às 10h22

Kevin Shields garantiu que sua banda, a irlandesa My Bloody Valentine, está prestes a passar "por mudanças radicais".

De volta à ativa em 2007 - o anúncio de término nunca foi oficializado, mas o segundo e último álbum da banda, Loveless, é de 1991 -, o grupo roda os Estados Unidos com sua turnê (uma reedição da última série de shows, de 1992) e, depois disso, dará uma guinada "em tudo", como sintetizou Shields em entrevista ao jornal norte-americano The Dallas Observer.

A temporada de mudanças começa em agosto. O que veremos de novo? Para começar, um novo integrante (nome do músico ou instrumento não foram divulgados) se juntará à banda. "Só para fazer mais coisas", disse - sem dizer muito - o frontman do MBV. A sonoridade da banda, tida como uma das grandes promessas da última metade dos anos 1980, terá "uma abordagem diferente", concluiu.

De concreto, por ora, é a garantia de que o terceiro álbum do grupo, após hiato de 17 anos, sairá este ano. A estrutura das 11 faixas foi gravada, na maioria, em 1996 - uma é de 1993 e outra foi composta por essa época, mas sem chegar ao estúdio. Sem tombar para Chinese Democracy - o disco que virou motivo de piada após ser cozinhado por anos pelo Guns N' Roses -, o MBV prometeu finalizar o trabalho no começo do segundo semestre.

Em termos de novas influências musicais, o músico contou estar encantado com fitas de blues antigo que Bobby Gillespie, líder do Primal Scream (banda com a qual Shields colabora de vez em quando), colocava para tocar após shows de sua banda. "Esse estilo de folk-blues, eu diria que é estranhamente similar a Loveless", palpitou Shields. "O tipo de composição, na qual vocês tem os versos e depois os breaks instrumentais. Suponho que, se fosse preciso dizer qual música soa mais natural para mim, essa seria minha escolha. Não apenas folk-blues, mas folk em geral."

Em junho do ano passado, o My Bloody Valentine relançou seus dois únicos álbuns, Isn't Anything (1988) e Loveless.