MySpace Brasil pode ser fechado

Escritório da empresa ficará “sob análise para possível reestruturação”; representante dos EUA garante que "a comunidade brasileira do site permanecerá funcionando"

Da redação Publicado em 23/06/2009, às 16h12

O MySpace Brasil pode fechar as portas em breve. O escritório no país, filial da empresa administrada pela megacorporação norte-americana News Corp, deverá ficar "sob análise para possível reestruturação", o que pode significar, em termos definitivos, o fechamento da sede brasileira.

Em comunicado oficial divulgado pela matriz nos Estados Unidos, o MySpace propõe uma reforma internacional no quadro de funcionários. Na decisão já firmada pela corporação, 300 dos 450 funcionários fora dos EUA serão demitidos e ao menos quatro escritórios estrangeiros terão as atividades encerradas.

De acordo com a nota, as unidades de Londres, Berlim e Sydney irão concentrar a maior parte das operações internacionais, enquanto o MySpace China, que é gerenciado localmente, e a joint venture no Japão não serão afetados pelo "plano". Entre os países que passarão pela reestruturação, estão Argentina, Brasil, Canadá, França, Índia, Itália, México, Rússia, Suécia e Espanha.

Na última segunda-feira, 22, no entanto, funcionários brasileiros do MySpace informaram ao site Folha Online que o escritório no Brasil já teria data para ser fechado. Com menos de dois anos de atividades, a previsão seria para o dia 1º de julho. A unidade brasileira seria uma das mais lucrativas da empresa.

Além dos cortes fora dos Estados Unidos, na semana passada, a empresa anunciou também a demissão de 420 funcionários em território norte-americano, o equivalente a 30% da força de trabalho no país. A crise dentro do MySpace refletiu, inclusive, na competição online com outras redes sociais, já que em maio, o Facebook ultrapassou o site em número de usuários, e fez o MySpace perder a liderança no quesito pela primeira vez.

Procurada pela reportagem do site Rolling Stone Brasil, a assessoria de imprensa do MySpace Brasil não soube informar como a decisão irá influenciar a navegação dos usuários no domínio brasileiro. Porém, a representante de imprensa do MySpace na América do Norte e América Latina, Tracy Akselrud, garantiu que "a comunidade brasileira do site permanecerá funcionando e não será desligada".