Myspace perde mais de 50 milhões de músicas de seus arquivos

Site trocou de servidor e perdeu o equivalente a 12 anos de publicações

Redação Publicado em 18/03/2019, às 17h13

None
Artic Monkeys foi uma das bandas que cresceu através do site (Foto: Thais Azevedo)

Muito antes do Facebook, Twitter, Instagram e Tumblr, o Myspace era a rede social do momento. Por permitir a postagem de diversas fotos e arquivos de música, o site era usado por diversas bandas para divulgar seus trabalhos.

Músicos como Artic Monkeys,  Rihanna, Panic! At The Disco e diversos outros lançavam singles e até álbuns inteiros pela plataforma e seu player.

Entre 2003 e 2015, a companhia tinha cerca de 14 milhões de perfis musicais que somavam pouco mais de 53 milhões de faixas de som, além de fotos e vídeos. Porém, em uma falha de sistema, todas as mídias pararam de funcionar em 2018.

Nesta segunda, 18, a companhia informou em um comunicado oficial que a perda dos arquivos é permanente. “Como resultado da migração de servidor, quaisquer fotos, vídeos e arquivos de áudio postados há mais de 3 anos podem não estar mais disponíveis no Myspace. Nós nos desculpamos pelo inconveniente e sugerimos que vocês mantenham suas cópias de backup seguras.”

Para Andy Baio, fundador do Kickstarter, a perda não é resultado de um descuido do Myspace, e na verdade ocorreu por conta de corte de custos para a empresa. “Eu tenho sérias dúvidas se isso foi um acidente. Incompetência sem tamanho soa mal, mas ainda é melhor do que ‘nós não nos importamos com o esforço e com o custo de migrar e repostar 50 milhões de MP3s antigos”, opinou o empresário.

Lançado em 2003, o Myspace foi um grande sucesso, e chegou a ter mais acessos diários do que o Google.

 

Algoritmo da Vida: novo projeto da Rolling Stone Brasil busca sintomas de depressão mas redes sociais para prevenção do suicídio: