Nação Zumbi lança nova música inspirada nos replicantes de Blade Runner; ouça “Um Sonho”

Segundo single do novo disco do grupo pernambucano mostra novas experimentações e sonoridade mais mansa

Pedro Antunes Publicado em 03/06/2014, às 18h13 - Atualizado às 18h24

Nação Zumbi
Daniel Madsen/Ilustração: Duxo

As alfaias não aparecem logo no início, mas estão lá, trazendo o peso daquela tonelada ao maracatu mais leve de “Um Sonho”, o novo single lançado pelo Nação Zumbi nesta terça-feira. 3, através do site do edital Natura Musical. A faixa, que pode ser ouvida ou baixada abaixo, integra o mais recente disco do grupo pernambucano, lançado no mês passado em uma parceria com o selo Slap, da Som Livre.

Após flerte com outros projetos, integrantes reativam o Nação Zumbi com disco inédito.

A faixa, uma parceria entre Jorge Du Peixe (voz), Dengue (baixo), Lúcio Maia (guitarra) e Pupillo (bateria), tem a participação de Kassin nos sintetizadores. “Ontem eu tive esse sonho / Nele encontrava com você / Não sei se sonhava o meu sonho / Ou se o sonho que eu sonhava era seu”, questiona Du Peixe, logo na primeira estrofe. A ideia dessa viagem onírica, segundo contou o vocalista à Rolling Stone Brasil, chamou a atenção do produtor Berna Cerpas, que assina ao lado de Kassin, como uma referência ao filme A Origem, estrelado por Leonardo DiCaprio e dirigido por Christopher Nolan.

Du Peixe, contudo, vai mais longe na referência. “Isso vem de antes. Para mim, a ideia de um sonho dentro do outro é muito [inspirada na obra de] Philip K. Dick, cara”, diz ele, citando o autor de Androides Sonham Com Carneiros Elétricos?, livro que depois foi adaptado para os cinemas por Ridley Scott, em 1982, em Blade Runner: O Caçador de Androides. “Um replicante tem um sonho dentro de um sonho. É uma réplica humana com vida limitada e tal. Blade Runner, para mim, é o clássico dos clássicos. Vi o filme umas 200 milhões de vezes”, diz o vocalista e letrista do Nação. “São utopias, entende?”

“Um Sonho” sucede “Cicatriz” como a música de trabalho da banda. Ela pode ser ouvida abaixo. Para fazer o download gratuito, clique aqui.

“Um Sonho”:

Estão comendo o mundo pelas beiradas

Roendo tudo, quase não sobra nada

Respirei fundo, achando que ainda começava

Um grito no escuro, um encontro sem hora marcada

Ontem eu tive esse sonho

Nele encontrava com você

Não sei se sonhava o meu sonho

Ou se o sonho que eu sonhava era seu

Um sonho dentro de um sonho

Eu ainda nem sei se acordei

Desse sonho que era imagem e som

Pra saber o que foi que aconteceu

Hoje de manhã eu acordei

Sem imagem e sem som

Estão comendo o mundo pelas beiradas

Roendo tudo, quase não sobra nada

Respirei fundo, achando que ainda começava

Um grito no escuro, um encontro sem hora marcada

Ontem eu tive esse sonho

Nele encontrava com você

Não sei se sonhava o meu sonho

Ou se o sonho que eu sonhava era seu

Um sonho dentro de um sonho

Eu ainda nem sei se acordei

Desse sonho que era imagem e som

Pra saber o que foi que aconteceu

Hoje de manhã eu acordei

Sem imagem e sem som

Um sonho dentro de um sonho

Eu ainda nem sei se acordei

Desse sonho que era imagem e som

Pra saber o que foi que aconteceu

Ontem eu tive esse sonho

Nele encontrava com você

Não sei se sonhava o meu sonho

Ou se o sonho que eu sonhava era seu