Para Steven Spielberg, “não há nada de errado” em Indiana Jones ser interpretado por uma mulher

Diretor é defensor da igualdade de gênero e acredita que o famoso explorador deve tomar “forma diferente”

Redação Publicado em 05/04/2018, às 14h51 - Atualizado às 17h04

O diretor Steven Spielberg

Ver Galeria
(3 imagens)

Em entrevista exclusiva ao jornal britânico The Sun, o diretor Steven Spielberg revelou estar considerando ter o icônico personagem Indiana Jones interpretado por uma mulher.

“Nós teríamos que mudar o nome de ‘Jones’ para ‘Joan’, mas não há nada de errado com isso”, disse Spielberg, quando perguntado se existiria a possibilidade do explorador vivido por Harrison Ford ser, agora, uma personagem feminina.

Spielberg e Ford vão se reunir para filmar o quinto título de Indiana Jones em abril de 2019 e o diretor já confirmou que o filme marcará o fim da carreira de Harrison Ford como o professor de Arqueologia. “Este será o último Indiana Jones de Ford, mas tenho certeza que a franquia continuará depois disso.”

Apesar de considerar a reação dos fãs devotos à série de filmes, Spielberg acredita que chegou a hora de o personagem tomar uma “forma diferente”, especialmente em meio aos recentes movimentos feministas que Hollywood vem vivendo, como o #MeToo e o Time’s Up.

O diretor foi um forte defensor da igualdade de gênero na indústria cinematográfica desde o começo da campanha Time’s Up, sendo inflexível em garantir que os principais atores e atrizes de seus filmes recebam sempre o mesmo valor de pagamento. “Em The Post, Tom Hanks e Meryl Streep receberam o salário igual, até com as mesmas regalias”, contou Spielberg.