Pulse

“Não tivemos escolha”, diz integrante do Stone Temple Pilots sobre demissão de Scott Weiland

“Eu quero me divertir fazendo música, cara”, disse o baixista Robert DeLeo

Redação Publicado em 08/09/2013, às 14h24

Scott Weiland
AP

Robert DeLeo, baixista do Stone Temple Pilots, disse que a banda “não teve outra escolha” quando demitiu o ex-vocalista Scott Weiland (foto). Atualmente, o frontman do Linkin Park, Chester Bennington, está liderando a banda que lança o EP High Rise no dia 8 de outubro.

DeLeo disse para a Rolling Stone EUA: "Foi uma decisão muito difícil demitir o rosto da banda. Há muitos caminhos na história de certas bandas e cada um deles é um pouco diferente, mas tudo acaba sendo a mesma coisa no fim”, disse ele. “Foi uma decisão muito difícil, mas a gente não teve escolha.”

O músico falou que por causa de questões legais não poderia dar mais detalhes sobre a história. Mas declarou ainda, entre outras coisas: “Quero me divertir fazendo música, cara”.