The National tocará a mesma música por seis horas seguidas em museu de Nova York

Grupo liderado por Matt Berninger executará “Sorrow”, presente no último disco da banda, Hight Violet, como parte de uma instalação do artista islandês Ragnar Kjartansson

Redação Publicado em 25/04/2013, às 11h40 - Atualizado às 11h43

DIVULGAÇÃO LAB 344/KEITH KLENOWSKI

Os versos retumbantes de “Sorrow”, música do quinto e último disco da banda The National irão ecoar por seis horas seguidas no MoMA P.S.1, no Queens, em Nova York. O grupo, liderado por Matt Berninger, executará a canção ao vivo, sem interrupções.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

A ideia veio do artista islandês Ragnar Kjartansson, que promoverá, com a ajuda do National, a instalação “A Lot Of Sorrow”, no dia 5 de maio. A performance também integra o fim do projeto dominical do museu chamado “Sunday Sessions”.

O comunicado enviado à imprensa explica que “ao alongar uma canção pop para um esforço de um dia inteiro, o artista dá seguimento à exploração sobre o potencial de poder repetitivo para produzir a presença estrutural dentro do som”.

Enquanto isso, o The National se prepara para um lançamento duplo. A banda lançará seu mais novo álbum, Trouble Will Find Me, em 20 de maio, com participações de St. Vincent, Sharon Van Etten, Sufjan Stevens, entre outros.

O grupo também será estrela do documentário Mistaken for Strangers, projeto de Tom Berninger, irmão do vocalista da banda. O filme retrata a longa turnê do grupo com Hight Violet, que inclusive passou por São Paulo.

Assista ao trailer do documentário abaixo: