Negócios dos Beatles além da música: vacas, trens de brinquedo, Monty Phyton e mais

Após termino da banda, o Fab Four se diversificou além da carreira musical

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 13/05/2021, às 11h07

None
The Beatles (Foto: AP Images)

Além de terem muito sucesso quando trabalhavam nos Beatles, Paul McCartney, John Lennon, Ringo Starr e George Harrison investiram em outros empreendimentos, como vacas, trens de brinquedo e Monty Phyton.

Como a maioria das composições era de Lennon e McCartney, os dois artistas possuem a maior parte dos créditos. Porém, cada integrante do Fab Four teve sucesso na carreira solo - e se diversificaram além da carreira musical.

+++LEIA MAIS: John Lennon e Paul McCartney não concordavam com significados das músicas dos Beatles

Veja, abaixo, os negócios dos Beatles além da música, segundo Express:


Ringo Starr

Em 2020, Starr foi nomeado o baterista mais rico do mundo com uma fortuna estimada em US$ 350 milhões. Não parou de fazer música e, atualmente, espera para voltar à estrada com a All Starr Band.

+++LEIA MAIS: ‘As pessoas tinham muito medo de John Lennon’, diz amigo do ex-Beatles

O músico trabalhou na série infantil Thomas e Seus Amigos, narrando algumas temporadas da produção. Ringo Starr também adquiriu uma participação de 5,1% na Britt Allcroft Company. Foi cotada na Bolsa de Valores, em 1996, por £ 30 milhões - depois vendida por supostos £ 139 milhões em 2002.

O baterista comandou Bricky Builders, empresa de construção, nos anos 1960 e ROR, firma de design de interiores até meados da década de 1980.

+++LEIA MAIS: Paul McCartney revela que praticar ioga para olhos salvou sua visão


George Harrison

George Harrison morreu de câncer em 29 de novembro de 2001, deixando uma propriedade de cerca de US$ 400 milhões para a esposa e filho. O guitarrista fundou a própria produtora de filmes, chamada Handmade Films - e ajudou a financiar A Vida de Brian (1979), filme do Monty Python. Com investimento de US$ 4 milhões, o longa arrecadou US$ 21 milhões nas bilheterias.


John Lennon

Quando morreu, o patrimônio de John Lennon valia cerca de US$ 200 milhões. Boa parte desse dinheiro veio de royalties dos Beatles e projetos solo. Porém, Yoko Ono ajudou a gerenciar e aumentar a riqueza do cantor.

+++LEIA MAIS: Quais foram as últimas palavras de George Harrison para Ringo Starr?

Ono administrou uma carteira de investimentos ambiciosa, segundo Express. Compraram uma fazenda de gado leiteiro com 122 vacas e 10 touros por US$ 2,7 milhões. Em junho de 1980, a esposa de Lennon vendeu uma das vacas Holstein por um recorde mundial de US$ 265 mil.

O casal também investiu em propriedades ao redor do mundo. Compraram cinco apartamentos no edifício Dakota, onde moravam desde 1973. Os imóveis do local podem custar mais de US$ 11 milhões atualmente.

+++LEIA MAIS:Qual é o patrimônio líquido de cada integrante dos Beatles?


Paul McCartney

O patrimônio de McCartney vale cerca de US$ 1,2 bilhão atualmente. Além dos royalties dos Beatles e Wings, continua em turnês - com a possibilidade de acumular US$ 70 milhões a cada tour. No entanto, o astro começou a enriquecer mais quando começou a realizar investimentos bastante lucrativos

McCartney também detém os direitos de Buddy Holly, Rupert The Bear; de musicais, como Grease, Annie, A Chorus Line e Guys & Dolls; e clássicos como "The Christmas Song (Chestnuts Roasting on an Open Fire)" e "Baby It's Cold Outside."

+++LEIA MAIS: Qual música dos Beatles Ringo Starr escutaria para o resto da vida?


+++ MV BILL: 'A GENTE TEM A PIOR POLÍTICA DE GOVERNO PARA O PIOR MOMENTO' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL