Neil Young explica suas razões para desistir de shows com o Buffalo Springfield

“Eu teria que fazer apresentações com meu passado para sempre”, disse o músico

Andy Greene Publicado em 05/06/2012, às 09h56 - Atualizado às 10h13

Sucesso nos anos 60, Buffalo Springfield retorna aos palcos com sua formação original
AP

No ano passado, o Buffalo Springfield se reuniu para um turnê de sete shows, mas eram planejadas ainda outras 30 apresentações, sendo que estas foram canceladas sem muitas explicações. Na nova edição da Rolling Stone EUA, Neil Young afirmou que não nega completamente a possibilidade de se reunir com o grupo em algum ponto do futuro.

Ouça com exclusividade Americana, o novo álbum de Neil Young & Crazy Horse

“Isto poderia acontecer”, disse Young, que vai lançar nesta semana seu primeiro álbum com o Crazy Horse em nove anos. “Mas não vamos nos reunir agora. Eu teria que fazer shows com meu passado para sempre, e eu não posso. Preciso ter a possibilidade de avançar, não posso ficar estagnado. Já fiz bastante, mas ficou uma semente de alguma coisa ótima que ainda pode acontecer”.

O Buffalo Springfield se separou em 1968, após somente dois anos juntos. Eles voltaram a se encontrar em meados da década de 80, mas assim que Young preferiu não voltar, o baterista Dewey Martin e o baixista Bruce Palmer caíram na estrada com novo membros sob a alcunha de Buffalo Springfield Revisited. Young surpreendeu os fãs ao assumir, em 2010, que a banda iria se apresentar no concerto de caridade anual da Bridge School. Martin e Palmer já haviam morrido e foram substituídos respectivamente por Rick Rosas e Joe Vitale.

Richie Furay falou com a Rolling Stone EUA antes do reencontro no ano passado: “O plano é fazer 30 apresentações neste outono”, ele disse. “Confirmados estão Los Angeles e Nova York. Não posso dizer quais são as outras cidades mas é quase certo nosso show no Red Rocks. Pessoas na Florida, em Chicago e no Texas estão me perguntando ‘vocês não vêm para cá?’ e eu acredito que com 30 shows chegaremos nestas localidades”.

Em fevereiro, Furay explicou a mudança de planos. “Me disseram que faríamos a turnê de 30 shows”, ele garantiu. “Mas você sabe, Neil é imprevisível e precisamos de todos para tocar como Buffalo Springfield. Tenho que dizer que provavelmente perdemos um grande momento. Isto não quer dizer que não vamos mais nos reunir, mas com certeza não será neste ano”.