Neil Young processa Trump após presidente ignorar pedido judicial e usar canção do músico sem autorização

O astro publicou sobre o processo no site oficial dele nesta terça, 4

Redação Publicado em 04/08/2020, às 19h47

None
Donald Trump (Foto: Mark Seliger) e Neil Young (Foto: Isabel Infantes/ AP)

Neil Young está processando Donald Trump, o atual presidente dos Estados Unidos, por ter usado canções de autoria do músico nos comícios de campanha sem autorização, como afirma a NME.

+++ LEIA MAIS: Neil Young lança site sobre preservação ambiental e ecologia

Nesta terça, 4 de agosto, o músico postou uma ação contra a campanha de Trump no site dele de arquivos, e alegou que o presidente dos Estados Unidos não tem autorização para tocar as músicas dele. Ainda não está confirmado se o processo foi apresentado oficialmente.

Inicialmente, em julho, o artista falou no Twitter sobre ter desaprovado o uso não autorizado das canções. Young escreveu uma carta aberta ao presidente, dizendo que não tomaria uma ação legal, porque não queria distrair os esforços do governo em relação à pandemia de coronavírus. No entanto, isso parece ter mudado.

+++LEIA MAIS: Nova campanha de Trump copia clipe icônico de Bob Dylan

"A Campanha ignorou o pedido judicial que dizia para não tocar as músicas e intencionalmente começou a tocá-las, apesar da falta de autorização. A Campanha não tem e, na época do comício de Tulsa também não tinha, permissão do Autor para tocar as duas músicas em qualquer evento político público", diz a publicação no site oficial do cantor.

Nela, também é explicado que Young está buscando "danos legais no valor máximo permitido por violação intencional de direitos autorais".


+++RAP, FUNK E PAGODE NA ENTREVISTA COM OROCHI: 'SOU ESSA MISTURA LOUCA' 


+++ PLAYLIST COM CLÁSSICOS DO ROCK PARA QUEM AMA TRILHAS SOBRE DUAS RODAS