Nelly Furtado encanta o público em São Paulo

Cantora canadense trouxe ao país a Mi Plan Tour e esbanjou simpatia em apresentação realizada neste sábado, 27

Por Patrícia Colombo Publicado em 28/03/2010, às 12h22

Nelly Furtado em show na Via Funchal

Ver Galeria
(4 imagens)

Nelly Furtado pode não estar no auge de sua carreira como Lady Gaga ou Beyoncé (e talvez nunca ter atingido tal patamar na cena pop), mas é detentora de uma trajetória profissional bem sucedida, com singles no top 10 em diversas paradas ao redor do globo - e tal sucesso foi responsável por uma Via Funchal bastante cheia na noite deste sábado, 27. A cantora trouxe ao Brasil o show da Mi Plan Tour, referente ao seu mais recente álbum, Mi Plan. Entre canções em espanhol e em inglês, Nelly conversou com o público muitas vezes em um português carregado com o sotaque de Portugal (ela nasceu no Canadá, mas seus pais são do arquipélago de Açores) e demonstrou grande simpatia - daquelas aparentemente sinceras e bem raras de se encontrar em artistas de sucesso.

Às 22h30, "Maneater" foi o hit que abriu a noite. Jogos de luz acompanhavam as batidas mais pesadas da faixa, em um pop que ganhou algumas faces de rock, com bateria e guitarras marcantes. Nelly contou com três backing vocals (duas mulheres e um homem), que auxiliaram nos vocais ao longo da apresentação. Na sequência, a cantora, que trajava uma calça nada discreta (a cor era preta, mas muitos brilhos destacavam a peça), executou "Força", que integra seu segundo álbum, Folklore, lançado em 2003. "Muito obrigado", disse a sorridente Nelly, em português, e emendando em inglês um "Como vocês estão se sentindo hoje?". A primeira canção em espanhol do setlist foi "Bajo Otra Luz", que no álbum Mi Plan contou com a participação de Julieta Venegas. O público espremido da grade da pista vip demonstrava estar aprovando o show de Nelly Furtado, pulando e cantando faixa a faixa.

Fotos da cantora junto a alguns de seus fãs eram exibidas no telão localizado no palco durante a execução de "Shit On The Radio (Remember The Days)", momento no qual ela assumiu o violão pela primeira vez. Se durante toda a noite o público cantou junto a Furtado, foi quando "I'm Like A Bird" foi tocada que o coro atingiu seu ápice. Foi com esta música que a cantora se tornou conhecida mundialmente, há dez anos, com o lançamento de seu primeiro disco, Whoa, Nelly!, e também com ela que os presentes deram seus passos no tempo, recuperando a época que iniciava a primeira década do século XXI. Como não deixaria de ser diferente, Nelly Furtado deu espaço cedendo o microfone para que seus fãs gritassem a letra enquanto assistiam ao clipe que ilustrava o telão.

Em um dos momentos da noite, durante "I Will Make You Cry", um grupo de fãs entrou no palco e dançou com a cantora, que recebeu de um deles uma pequena bandeira do Brasil. Quando "Más" foi executada, o espanhol retornou a integrar a cantoria. "Try" foi responsável pelo momento mais introspectivo da noite, mas também bastante marcante, já que a faixa foi executada somente pela voz de Nelly acompanhada pelo piano. Afinada, foi aplaudida três vezes antes do término da canção. Mandou beijos e deu um "tchauzinho" ao fim. "Sozinho", sucesso de Peninha, conhecida na voz de Caetano Veloso - de quem Nelly Furtado é fã declarada -, integrou o setlist e foi também cantada pela plateia. Depois desta, Furtado se retirou do palco e sua banda assumiu a apresentação (com destaque para cada um dos instrumentos), enquanto ela faz sua troca de roupa.

Com uma calça jeans escura e uma regata branca detalhada com brilhos, a cantora retornou para "Turn Off The Light", novamente com destaque na guitarra. Entre as outras canções escolhidas para musicar a noite de sábado estiveram "All Good Things (Come To An End)", "Powerless (Say What You Want)", "Manos Al Aire" (com as backing vocals, no início da faixa, marchando com roupas militares e carregando uma bandeira branca que trazia um coração), "Give It To Me" e "Who Wants To Be Alone" (mais eletrônica, contando até com malabares realizado por uma das cantoras que acompanhavam Nelly).

"Promiscuous", para infelicidade de alguns fãs, ficou de fora - o que pode ser considerado um ponto a menos, já que a canção é certamente uma de suas mais conhecidas. No entanto, com repertório agradável e, em boa parte do tempo, dançante, Nelly Furtado contou com intensos aplausos ao fim de cada faixa, esbanjando simplicidade e simpatia ímpares, voz afinada, interação com sua banda e com o público, e grande naturalidade em suas atitudes ao longo da noite, deixando a maioria dos admiradores de seu trabalho musical satisfeitos. Na última faixa, "Say It Right", Nelly desceu e transitou no espaço entre o palco e a grade, dando a mão aos fãs que ali estavam. A canção foi emendada, para surpresa, com o trecho inicial de "Enter Sandman", do Metallica, encerrando a noite pop em uma sonoridade que buscava um pouco do peso do rock.

A cantora se apresenta ainda neste domingo, 28, no Rio de Janeiro, na HSBC Arena.