Nelson Mandela: relembre as homenagens do cinema ao líder político

Redação Publicado em 05/12/2013, às 22h11 - Atualizado em 18/07/2018, às 16h24

MORGAN FREEMAN Galeria - Filmes - Nelson Mandela - Abre
Reprodução

Mandela: Long Walk to Freedom (2013)

Idris Elba é o principal ator neste filme que mostrará a vida do líder desde jovem, na zona rural da África do Sul, até a sua luta pelo fim da discriminação racial no país. O longa estreou neste ano, no festival de Toronto. Não há data de chegada ao Brasil.

A Rolling Stone Brasil já viu o filme e conta o que achou. Descubra aqui.


Mandela e De Klerk (1997)

Neste filme criado para TV, Michael Caine é Frederik Willem De Klerk, o último presidente branco da África do Sul, que passou o cargo para Mandela (interpretado por Sidney Poitier) – De Klerk ainda ajudou o futuro presidente a sair da prisão.


Drum (2004)

O filme que leva o nome da primeira revista de comportamento dedicada ao público negro retrata a vida de um jovem jornalista, Henry Nxumalo (interpretado por Taye Diggs), que passa a escrever sobre política. Nelson Mandela, um grande incentivador do garoto, é vivido por Lindani Nkosi.


Frente a Frente Com o Inimigo (2009)

Longa-metragem de Pete Travis que só chegou ao Brasil em DVD. O filme não era centrado em Mandela, mas sim nos últimos dias da luta contra o apartheid sul-africano. O líder aparece no longa interpretado por Clarke Peters.


Winnie (2013)

A vida retratada aqui é de Winnie Mandela, mundialmente conhecida por ter sido a esposa do líder enquanto ele permaneceu preso, até 1990. Jennifer Hudson vive Winnie, enquanto Terrence Howard é Mandela.


Mrs. Mandela (2013)

A história de Winnie Mandela rendou mais um filme, desta vez, criado pela emissora britânica BBC especialmente para TV. David Harewood, famoso pelo papel em Homeland, interpretou o líder político. A protagonista foi vivida por Sophie Okonedo.


Mandela: A Luta pela Liberdade (2007)

James Gregory (vivido por Joseph Fiennes) deveria se passar por espião do governo e divulgar informações sobre o grupo de Nelson Mandela (Dennis Haysbert), mas a convivência com o líder muda a forma como o protagonista vê a segregação racial no país.


Invictus (2009)

Mandela, aqui eternizado por Morgan Freeman, encontrou na seleção nacional de rúgbi, capitaneada por um jogador branco (Matt Damon), uma forma de criar um laço entre o povo sul-africano, colocando de lado as diferenças raciais. O filme dirigido por Clint Eastwood teve duas indicações ao Oscar, justamente para os dois atores, Freeman e Damon.