5 curiosidades sobre as filmagens de La Casa de Papel: Barras de ouro amassadas, dinheiro destruído e mais:

A 4ª temporada da produção foi lançada dia 3 de abril na Netflix

Camilla Millan Publicado em 19/04/2020, às 10h00

None
La Casa de Papel (Foto: Reprodução)

[Contém Spoilers de La Casa de Papel]

Um dos maiores sucessos da Netflix, La Casa de Papel teve a quarta temporada lançada no dia 3 de abril deste ano. A produção do grupo de assaltantes liderados por Professor conta com diversas cenas de ação, além de uma trama surpreendente - fatores que contribuem para a popularidade da produção. No entanto, nem tudo é o que parece.

As cenas incríveis mostradas na Netflix, como chuva de dinheiro no centro de Madri e cofre inundando, são surpreendentes na ficção, mas na realidade foram muito trabalhosas e, inclusive, deram errado. 

+++ LEIA MAIS: Alba Flores, a Nairóbi, publica vídeo emocionante e ensanguentado no set de La Casa de Papel; assista

Além disso, diversas cenas e características fundamentais na trama não foram desenvolvidas com aprofundamento, como se espera de uma série com o sucesso de La Casa de Papel. Parte dos detalhes da trama foram resolvidos na correria ou até mesmo sem querer.

O documentário La Casa de Papel: El Fenómeno foi lançado recentemente na Netflix e revelou fatos interessantes envolvendo as filmagens da série. Confira alguns:

+++LEIA MAIS: Os memes mais hilários de La Casa de Papel: de Matrix à grávida de Taubaté

Chuva de dinheiro em Madri

Uma das cenas mais icônicas da série é a chuva de notas em Madrid. No entanto, o impacto não foi apenas para os espectadores. As filmagens da chuva de dinheiro estão, certamente, entre as mais problemáticas da produção.

Para filmarem a cena, as ruas do centro de Madrid foram interditadas por tempo limitado. Além disso, para dar a sensação de chuva, grandes ventiladores faziam o dinheiro fictício sair do chão - até que um dos aparelhos parou de funcionar e começou a sugar as notas.

Para piorar, começou a chover, várias notas foram destruídas e o tempo reservado para tela verde nos ecrãs publicitários da praça acabou. Com esforço, conseguiram cerca de 40 minutos a mais para não mostrar a publicidade nos telões - tempo utilizado para, finalmente, gravar a cena - mesmo com o piso molhado.

chuva dinheiro reprod

+++LEIA MAIS: Entenda por que cantar ‘Bella Ciao’, de La Casa de Papel, na Itália pode ser considerado ofensivo


Problemas debaixo d’água

Na terceira e quarta temporada da série, os ladrões utilizam uma câmara especial - além de equipamento de mergulho - para roubar as barras de ouro do cofre inundado do Banco da Espanha. 

Para realizar a cena, a produção foi até um estúdio em Londres especializado em cenas debaixo d’agua. No local, eles submergiram o cenário, causando a impressão de que a água entrava no cofre quando, na verdade, o set entrava na água. No entanto, as barras falsas de ouro, feitas com espuma, não aguentaram a pressão aquática e perderam o formato, logo, ficaram amassadas.

A mudança de forma ficou evidente nas filmagens, assim, as barras fictícias de ouro precisaram ser refeitas individualmente na pós-produção digital.

la casa de papel

+++LEIA MAIS: 4 habilidades essenciais para quem quiser ajudar Professor em La Casa de Papel: hackear é só o começo


Calor no inverno europeu

No início da terceira temporada, Professor e o grupo de assaltantes estão em um navio com a bandeira de Portugal atravessando o mar para águas internacionais, o que significa que escaparam da polícia.

Na cena, os astros estão no fictício inverno europeu, mas, na verdade, filmaram no verão de 42ºC na Tailândia. Os atores não podiam suar, mas as roupas de frio não ajudavam. Muitos passaram mal e o tempo todo reclamavam do calor - e, no documentário dá para ver que eles estavam desconfortáveis. 

barco reprod

+++ LEIA MAIS: Rio, da La Casa de Papel, achava que ‘morreria antes dos 30’; veja


Cancelamento da série

La Casa de Papel foi inicialmente filmada para a TV aberta espanhola, e apesar do sucesso na primeira temporada, a audiência da segunda caiu e tiveram que cancelar a produção. No entanto, a Netflix comprou os direitos e a incluiu no catálogo. De uma hora para a outra, os atores ganharam diversos seguidores nas redes sociais e perceberam que algo havia mudado. 

Assim, a Netflix deu continuidade à série, que conseguiu um orçamento bem maior para a produção, além de enfrentar os lados complicados da popularidade.

la casa de papel reprod

+++ LEIA MAIS: La Casa de Papel: 3 perguntas que precisam urgentemente de respostas na 5ª temporada


Fãs por toda parte

As gravações das primeiras temporadas da série não tiveram muitos problemas relacionados aos fãs e sets de filmagens. No entanto, com a popularidade da produção, os astros passaram a ter dificuldades em filmar cenas em locais públicos.

A produção precisou encontrar ângulos específicos para conseguir filmar as cenas, e os atores - como foi mostrado no documentário - precisaram se concentrar muito mais do que estavam acostumados. 

fas reprod

+++LEIA MAIS: 4 séries da Netflix para quem já está com saudade de La Casa de Papel [LISTA]


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA