Netflix é processada em US$ 25 milhões por causa de filme interativo Black Mirror: Bandersnatch

A editora de livros infantis Chooseco LLC apresentou a queixa em janeiro de 2019

Redação Publicado em 12/02/2020, às 12h02

None
Black Mirror: Bandersnatch (Foto: Reprodução)

A Netflix está sendo processada pela editora norte-americana de livros infantis Chooseco por usar a frase "Choose your own adventure" ("Escolha sua própria aventura", em português) no filme interativo Black Mirror: Bandersnatch (2018). De acordo com o jornal The Hollywood Reporter, a ação judicial foi autorizada pelo juiz William K. Sessions III em Vermont, nos Estados Unidos.

+++ LEIA MAIS: O que a crítica diz sobre Drácula, da Netflix: ‘Deliciosa’, ‘exaustiva’ e ‘sem terror’

A Chooseco LLC apresentou sua queixa em janeiro de 2019, afirmando que "Choose your own adventure" dá título a uma franquia de livros, filmes e outras mídias da empresa desde os anos 1980, com mais de 265 milhões de cópias vendidas. 

Além disso, a 20th Century Fox detém os direitos para desenvolver um filme baseado nas obras “Choose Your Own Adventure”, nas quais os leitores influenciam o enredo da narrativa. No processo, a empresa também diz que a Netflix tentou licenciar a frase para filmes e desenhos animados interativos em 2016, mas não obteve sucesso.

+++ LEIA MAIS: Conheça The Outsider: nova série viciante da HBO inspirada em livro do Stephen King

Reivindicando uma indenização de US$ 25 milhões por danos, a Chooseco acredita que os espectadores de Bandersnatch podem ter ficado confusos sobre a associação da marca de livros com o filme da Netflix, especialmente depois que o personagem principal - um desenvolvedor de videogame - diz a seu pai que o trabalho dele é baseado em um livro chamado Choose your own adventure.

O juiz Sessions III decretou que o caso não deve ser anulado prematuramente sem que questões factuais sejam exploradas. A decisão acrescenta que, embora a Netflix afirme que a frase "Choose your own adventure" foi usada por outros autores para descrever um ramo da narrativa, esse argumento envolve fatos externos à queixa da Chooseco, que, nesta fase, deve ser tomada como verdadeira.

+++ LEIA MAIS: Conheça Ragnarok: série da Netflix Thor, Loki e mitologia nórdica realistas

 


+++ A MALDIÇÃO DO CORINGA, COM JOAQUIN PHOENIX, HEATH LEDGER, JACK NICHOLSON E MAIS