Nick Cave fala sobre primeira música de Dylan em 8 anos: 'Nos lembra que nem tudo está perdido'

"É uma música desconcertante, mas bonita", escreveu no site dele em uma carta aos fãs sobre "Murder Most Foul", de Bob Dylan

Redação Publicado em 08/04/2020, às 18h44

None
Nick Cave e Bob Dylan (Foto: Agencia El Universal/Nadya Murillo/AFBV/AP | Foto 2: AP Images)

Nick Caveand the Bad Seeds tiveram que adiar a turnê por conta do coronavírus. Nick Cave está em isolamento social e aproveitou parar comentar sobre a música de Bob Dylan, de 17 minutos, "Murder Most Foul", em uma carta aos fãs no site dele. 

+++LEIA MAIS: Nick Cave responde mensagem de fã de 10 anos com texto tocante

Recentemente, Cavefoi questionado sobre o novo lançamento, a primeira música de Dylan em oito anos, que é quase tão longa quanto um episódio de um podcast de comédia e tem como tema o assassinato do presidente John F. Kennedy

Como você pode esperar, os pensamentos de Cave são eloquentes e esclarecedores. Ele vê "Murder Most Foul" como uma exploração de como a tragédia distorce a cultura e, no que lhe concerne, como os trabalhos culturais podem nos ajudar a curar a tragédia. "É uma música desconcertante, mas bonita, e, como muitas pessoas, fiquei extremamente comovido com ela", escreveu.

+++LEIA MAIS: Bob Dylan lança 1ª música em 8 anos - e ela tem 17 minutos de duração; ouça

Ele continuou: "Neste épico de 17 minutos está um acontecimento horrível, o assassinato [do Presidente norte-americano] John F. Kennedy. À volta desse incidente, Dylan tece uma história de coisas que ama, chegando às trevas na sua entrega. À medida que a canção se desenvolve, de forma insistente e como num mantra, somos elevados e pelo menos temporariamente libertamo-nos do evento. A cascata de referências a canções aponta para o nosso potencial, enquanto seres humanos, de criar coisas belas."

"'Murder Most Foul' recorda-nos que nem tudo está perdido, transformando-se a própria canção num salva-vidas, nesta situação que estamos a viver. A instrumentação é fluída e muito bonita. As letras são tão perversas e espirituosas como em muitas das grandes canções de Dylan, mas, além disso, há algo na sua voz que soa muito reconfortante, especialmente nesta altura. É como se tivesse viajado de muito longe, atravessando o tempo, revestido de uma integridade e de um estatuto que ajuda a confortar-nos, na forma de uma canção de embalar, de um cântico ou de uma oração", pontuou. 

+++LEIA MAIS: Quais artistas do rock e do pop já ganharam um Oscar? Bob Dylan, Beatles, Elton John e muitos outros [LISTA]

Nick Cave and the Bad Seeds marcou as novas datas da turnê para 2021. 


+++ DISCOGRAFIA DO THE STROKES: OS ALTOS E BAIXOS DOS ARRUACEIROS DE NOVA YORK