Nick Cave fala sobre religião em meio à pandemia de coronavírus: 'Não é preciso rezar para ninguém'

O músico acredita que, durante a crise, todos devem orar, seja para um Deus ou não

Redação Publicado em 17/04/2020, às 14h12

None
Nick Cave (Foto: Eugene Odinokov/AP)

Recentemente, Nick Cave compartilhou uma mensagem profunda sobre o poder da oração ao ser questionado por um fã no portal The Red Hand Files, onde o cantor australiano frequentemente interage com o público.

+++ LEIA MAIS: Nick Cave repreende fã homofóbico: “Você está sendo um idiota”

Um fã chamado Patrick perguntou: "Uma oração para quem?", e Cave respondeu: "O ato de oração não é de forma alguma exclusivo à prática religiosa, porque não depende da existência de um sujeito. Você não precisa orar para ninguém. É tão valioso rezar à sua descrença quanto para rezar à sua crença, pois a oração não é o encontro com um agente externo, mas consigo mesmo."

"As chances das nossa preces serem atendidas por um Deus existente são as mesmas de serem atendidas por um Deus inexistente", ele continuou. "A oração nos proporciona um momento no qual podemos contemplar as coisas que importam para nós."

+++ LEIA MAIS: Nick Cave presenteia fã com letra de música nunca usada 

Depois, Cave referiu-se ao coronavírus e disse que a pandemia provavelmente fará com que muitas pessoas orem, independentemente de suas crenças religiosas.

“O coronavírus nos deixou de joelhos, mas nos deu a oportunidade de orar, acreditando em Deus ou não. Ao nos isolar, ele desmantelou nosso 'eu' construído, desafiou nossas supostas necessidades e nossos desejos, nos tornando crus, essenciais e reflexivos (...) Nenhum de nós sabe o que o amanhã nos reserva", disse Cave.

E concluiu: "No final, essa vulnerabilidade pode ser, para nosso planeta e para nós mesmos, nossa graça salvadora, à medida em que pisamos no amanhã. Liberados de nossa certeza, apresentamos nossa mais pura oferta ao mundo: nossas orações."

 


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA