No Doubt irá ao tribunal em processo contra Activision

Banda alega que teve imagem indevidamente utilizada no game Band Hero

Redação Publicado em 30/05/2012, às 13h52

No Doubt adia lançamento do novo álbum, até então previsto para antes do Natal
Foto: AP

A ação que a banda No Doubt move desde 2009 contra a produtora de videogames Activision será levada ao tribunal. O grupo que tem Gwen Stefani como vocalista acusa a empresa de utilizar indevidamente a imagem dos integrantes no game Band Hero.

Sem gravar desde 2001, No Doubt anuncia data de novo álbum para o segundo semestre.

Os músicos alegam que não foram avisados de que seus avatares poderiam ser usados em canções de outros artistas. O processo cita o fato de que o avatar de Gwen, quando desbloqueado, pode ser usado para cantar as letras sugestivas de “Honky Tonk Women”, dos Rolling Stones, e o do baixista Tony Kanal pode interpretar “Just a Girl”, do No Doubt, com a voz de Gwen. A Activision, por sua vez, afirma que o ato de desbloquear personagens em games já é conhecido, e que a banda não deu a atenção devida ao contrato que assinou. Logo depois do início do processo, inclusive, a produtora entrou com uma ação contra o grupo, afirmando que os integrantes foram negligentes na divulgação do game.

De acordo com a agência de notícias Associated Press, Jeffery McFarland, representante da Activision, disse que a empresa espera ansiosamente para se defender no julgamento. Ele afirmou ainda que tem um vídeo que mostra a banda sendo informada da natureza dos avatares do game.