No Uruguai, Paul McCartney inicia turnê sul-americana lembrando tempos de escola e futebol

Na primeira passagem pelo Uruguai, o beatle falou do espanhol que aprendeu em Liverpool e do jogador uruguaio Luis Suárez

Paulo Terron, de Montevidéu Publicado em 16/04/2012, às 02h49 - Atualizado em 18/04/2012, às 15h51

Paul McCartney
AP

Demorou algumas décadas, mas os uruguaios finalmente receberam um beatle neste domingo, com a passagem da On the Run Tour, de Paul McCartney, pelo país. Em quase três horas de show, o músico passou pelos seus 50 anos de carreira, compensando a espera dos 50 mil locais que foram ao Estadio Centenário, em Montevidéu.

O repertório é semelhante ao da Up and Coming Tour, que passou pelo Brasil em 2010 e 2011, mas teve pequenas alterações. A nova “My Valentine” foi rearranjada para formação de banda de rock (em Kisses on the Bottom, de 2012, ela foi gravada com o grupo de jazz que acompanha a pianist Diana Krall) e ganhou, no telão central, acompanhamento dos atores Natalie Portman e Johnny Depp (estrelas do clipe da faixa), narrando a letra em linguagem de sinais); fazendo uma dobradinha explosiva com ela, “Maybe I’m Amazed” voltou ao show; “The Night Before”, dos Beatles, também parece ter virado parte fixa do set, assim como “Junior’s Farm”. O encerramento ganhou força com o medley final de Abbey Road (1969), "Golden Slumbers" / "Carry That Weight" / "The End".

As outras músicas são velhas conhecidas das apresentações ao vivo de McCartney – o que não diminuiu o impacto de ouvi-las ao vivo. Em “Hey Jude”, os telões registraram cenas de histeria na plateia. Por falar em telas, três delas foram espalhadas pelo país para a transmissão ao vivo do show: nas cidades de Rivera e Maldonado, além de outro em uma avenida central de Montevidéu (só nesta, a estimativa era de 15 mil espectadores).

Entre as músicas, Paul McCartney mandou suas tradicionais pérolas na língua local – “Soy uruguayo”, entre elas – e explicou que, quando era criança, estudou espanhol na escola, em Liverpool. Provou com uma rima que aprendeu na época: “tres conejos en un arbol / tocando el tambor / que si, que no / que asi lo he visto yo". Foi primeiro escutado em absoluto silêncio pelo público, e depois aplaudido intensamente, assim como quando mencionou Luis Suárez, jogador uruguaio que atua no Liverpool.

O repertório completo da noite:

"Hello, Goodbye"

"Junior's Farm"

"All My Loving"

"Jet"

"Got to Get You into My Life"

"Sing the Changes"

"The Night Before"

"Let Me Roll It"

"Paperback Writer"

"The Long and Winding Road"

"Nineteen Hundred and Eighty-Five"

"My Valentine"

"Maybe I'm Amazed"

"I'm Looking Through You"

"Two of Us"

"Blackbird"

"Here Today"

"Dance Tonight"

"Mrs. Vandebilt"

"Eleanor Rigby"

"Something"

"Band on the Run"

"Ob-La-Di, Ob-La-Da"

"Back In The USSR"

"I've Got A Feeling"

"A Day in the Life" / "Give Peace a Chance"

"Let It Be"

"Live and Let Die"

"Hey Jude"

"Lady Madonna"

"Day Tripper"

"Get Back"

"Yesterday"

"Helter Skelter"

"Golden Slumbers" / "Carry That Weight" / "The End"