Nova coleção dos Beatles chega ao iTunes

Leia uma nota de Dave Grohl que aparece no release de Tomorrow Never Knows

Rolling Stone EUA Publicado em 24/07/2012, às 11h45 - Atualizado às 12h39

Beatles
AP

Uma nova compilação dos Beatles intitulada Tomorrow Never Knows está sendo lançada exclusivamente no iTunes nesta terça, 24. A coleção tem 14 das “músicas de rock mais poderosas” dos Fab Four, desde “Paperback Writer" e "Back in the USSR" até "It's All Too Much" e "Savoy Truffl". Um filme promocional para a faixa "Hey Bulldog" também estará disponível para streaming e download gratuito.

Por que o sonho acabou: os bastidores da saga dos Beatles – e as forças que esfacelaram a maior banda de todos os tempos.

Para comemorar o lançamento, o frontman do Foo Fighters Dave Grohl escreveu uma nota que será postada com a coletânea no iTunes. Nela, ele fala sobre o impacto que os Beatles tiveram nele ao longo de sua vida, especialmente com a faixa "Hey Bulldog". Leia o texto na íntegra abaixo.

“Se não fosse pelos Beatles eu não seria músico. É simples assim. Desde muito jovem eu fiquei fascinado com as músicas deles e ao longo dos anos me afoguei profundamente no catálogo deles. O groove e o gingado deles. A graça e a beleza deles. A escuridão e a luz. Os Beatles pareciam capazes de qualquer coisa. Não conheciam limites e nessa liberdade pareciam definir o que nós hoje conhecemos como ‘rock and roll’.

Eu mostrei recentemente para minha filha de seis anos, Violet, o brilhante filme Yellow Submarine. Foi a introdução dela aos Beatles e ela instantaneamente compartilhou da mesma fascinação que eu senti quando tinha a idade dela e descobri os Beatles pela primeira vez. Ela queria saber o nome deles, quais instrumentos eles tocaram, quem cantou cada faixa etc etc etc... Me deixou tão incrivelmente feliz (e orgulhoso!). Em poucos dias ela sabia os versos e refrões de todas as canções do álbum. Mas teve uma música que se destacou para ela…

‘Hey Bulldog’ não é um dos maiores sucessos dos Beatles. É o que a maioria das pessoas chamaria de lado b. Mas é um rock tipicamente dos Beatles. A linha de baixo, a batida marca registrada de Ringo, a guitarra áspera e distorcida e aquele som que somente o fundo da garganta de Lennon conseguia produzir. Ela ressona, balança, faz sua cabeça chacoalhar e seus quadris requebrarem. Quando Lennon canta 'If you're lonely you can talk to me!' acalma seu coração, como se você tivesse finalmente achado algo em que acreditar. É tão cru e real. É rock 100% atemporal…

De uma geração para a outra, os Beatles se manterão como a banda de rock mais importante de todos os tempos.

Pergunte a Violet.”