Nova série musical britânica terá canções da Motown

Stop! In The Name of Love garantiu direitos sobre 40 músicas da lendária gravadora

Redação Publicado em 14/01/2014, às 13h10 - Atualizado às 13h32

The Supremes
AP

Tony Jordan é um produtor experiente na televisão britânica e já participou de projetos como EastEnders e Life on Mars. Agora ele terá a oportunidade de executar um projeto próprio com Stop! In The Name of Love, série musical com trilha sonora embalada por clássicos da Motown.

A trama será composta de dez episódios e terá como mote a busca de um grupo de pessoas em torno dos 30 anos pelo amor e pela felicidade. Jordan produz a atração com a sua produtora, a Red Planet Pictures, em parceria com Duncan Kenworthy (Simplesmente Amor) e Peter Smith, ex-presidente da NBC Universal.

Em entrevista ao jornal The Guardian, Jordan explicou que a série terá inspiração em musicais como Mamma Mia! e deverá refletir o mundo multicultural dos dias de hoje. “Ninguém nunca fez algo assim para a TV. Estou falando de 100 mulheres em burcas cantando ‘Baby Love’, é algo grande. Eu sempre quis fazer um musical grande, sexy e incrível para a televisão, algo que não vemos desde aqueles velhos musicais da MGM.”

Para tanto, Jordan já garantiu com a EMI os direitos para reproduzir pelos menos 40 canções da Motown. São clássicos como “Heard it Through the Grapevine” e “What Becomes of the Broken Hearted”, além da música que dá título à série, gravada pelo The Supremes (foto) em 1965. “A Motown foi a primeira música que realmente cruzou divisões sociais, veio de Detroit e foi o primeiro som que uniu negros e brancos na música popular”, disse Jordan. “O catálogo da Motown foi importante porque vivemos mais do que nunca em uma sociedade multicultural, e parece a hora perfeita para este programa.”