Pulse

Novo álbum de Gal Costa terá composição de Criolo e será "mais pop do que o anterior"

Com previsão de chegar às lojas no mês de abril, o disco tem produção de Moreno Veloso e Kassin

Luciana Rabassallo Publicado em 03/03/2015, às 18h58 - Atualizado às 19h51

Gal Costa
Divulgação

Quando Recanto (2011) chegou às lojas, muitos fãs tradicionalistas de Gal Costa torceram o nariz. Julgaram a obra demasiadamente moderna, quase uma tentativa desesperada de comunicação com as gerações mais jovens. Com o passar do tempo (e a digestão dos puristas), o disco se tornou um marco na carreira da cantora.

Gal Costa e Caetano Veloso retomam em 2011 uma das parcerias mais duradouras, intensas e prolíficas da música brasileira – uma história de amor nascida nos anos 60 e que gera frutos até hoje.

Quatro anos após a aventura musical de Gal entre timbres sintetizados, bases construídas sobre sons e efeitos minimalistas, a cantora finaliza o 36º álbum da carreira. Com previsão de chegar às lojas no mês de abril, o disco tem produção de Moreno Veloso e Kassin e direção artística do jornalista Marcus Preto.

Galeria: a música brasileira contada em documentários.

Em entrevista ao site da revista Rolling Stone Brasil, Gal Costa falou de forma sucinta sobre o novo registro. Entre os destaques estão a canção "Dez Anjos", uma parceria entre Milton Nascimento e Criolo, e "Muita Sorte", do maestro, produtor, arranjador e compositor Lincoln Olivetti, que morreu no último dia 13 de janeiro.

A música "Espelho d'Água", feita por Marcelo Camelo em colaboração com o irmão dele, Thiago Camelo, entrou no repertório do show homônimo, que Gal Costa apresentou recentemente em São Paulo. Saiba como foi.

Após Recanto, um disco surpreendente que mostrou uma faceta diferente na sua carreira, o que podemos esperar da sonoridade do novo trabalho?

Quem deu o tom da sonoridade foram Moreno Veloso e Kassin, justamente os dois produtores que trabalharam no Recanto. Ainda assim (ou por isso mesmo), a sonoridade não repete a de Recanto. Será um disco mais pop do que o anterior.

Será um álbum apenas com canções inéditas ou haverá versões e regravações?

Todas as músicas são inéditas.

Caetano Veloso compôs todas as faixas de Recanto. Ele está novamente envolvido com as letras?

Caetano está presente no disco apenas com uma música, mas ele está sempre presente de uma forma ou de outra na minha carreira.

O que podemos esperar do repertório? Haverá surpresas?

Certamente haverá surpresas. São canções compostas especialmente pra mim por nomes como Criolo, Milton Nascimento e Marcelo Camelo. Mais do que isso não quero dizer pra não estragar a surpresa.

Haverá participações especiais ou possíveis duetos?

Não.

Além de Kassin e Moreno Veloso, quem mais está envolvido no projeto?

O álbum tem direção artística do jornalista Marcus Preto, o mesmo que dirigiu o show Espelho d'Água.

Veja a tracklist completa do álbum:

1. "Estratosférica" (Maria Monte)

2. "Amor, Se Acalme" (Arnaldo Antunes, Marisa Monte e Cezar Mendes)

3. "Anuviar" (Moreno Veloso e Domenico Lancellotti)

4. "Átimo do Som"

5. "Casca" (Jonas Sá e Alberto Continentino)

6. "Dez Anjos" (Milton Nascimento e Criolo)

7. "Ecstasy"

8. "Espelho D'água" (Marcelo Camelo e Thiago Camelo)

9. "Jabitaca" (Junio Barreto e José Paes Lira)

10. "Muita Sorte" (Lincoln Olivetti e Rogê)

11. "Por Baixo"

12. "Quando Você Olha Para Ela" (Mallu Magalhães)

13. "Sem Medo" (Arthur Nogueira e Antonio Cícero)

14. "Você Me Deu"

15. "Vou Buscar Você para Mim"

16. "Ilusão à Toa" (Johnny Alf, 1961)