Novo Call of Duty, com cenários no Rio, será lançado nesta terça, 10

Jogador volta a enfrentar forças terroristas no novo título da franquia best-seller

Da redação Publicado em 07/11/2009, às 10h44

Combater terroristas em cenários como favelas do Rio de Janeiro e Cristo Redentor: tudo isso será possível em Call of Duty: Modern Warfare 2, novo título do popular jogo de guerra da Activision (mesma empresa de Guitar Hero e derivados) em parceria com a Infinity Ward. O game chega às lojas nesta terça, 10, e teve trailer promocional, com trilha de Eminem e Nate Dogg, lançado recentemente. Assista:

Continuação de Call of Duty 4, o jogo volta a pôr a Rússia como nação suspeita (um revival da richa EUA-URSS nos tempos de Guerra Fria). Tudo na linha narrativa do game endossa a guerra contra o terror deslanchada por EUA e aliados. A realidade, agora, é 2016. O mundo lida com forças terroristas e ultranacionalistas. A resposta global virá com a criação da Força 141, e caberá ao jogador assumir como o sargento Gary "Roach" Sanderson para enfrentar o perigo. A rota das missões inclui Rússia, Afeganistão, Cazaquistão e Brasil (no caso, o Rio).

Inicialmente, o game será destinado a um só jogador (o modo multiplayer dependerá de um download de atualização). É possível, ainda, disputar batalhas virtuais com outros jogadores, via internet. Modern Warfare 2 sairá para as plataformas PlayStation 3, Xbox 360 e PC, sem previsão para o Wii, console da Nintendo.

A franquia Call of Duty, em geral, ambienta-se na Segunda Guerra Mundial. Em Call of Duty 4, no entanto, o foco mudou os dias de hoje, no Oriente Médio e na Rússia.