Novo disco de Beyoncé teve quase 250 mil downloads ilegais

Cantora vendeu quase 1 milhão de cópias de seu mais recente álbum

Rolling Stone EUA Publicado em 28/12/2013, às 13h58 - Atualizado às 14h16

Beyoncé
AP

Nos dez dias que se seguiram após o lançamento surpresa, o novo disco de Beyoncé vendeu quase 1 milhão de cópias. De acordo com o site Musicmetric, os fãs também adquiriram o disco por vias ilegais, e quase 250 mil downloads foram feitos no período.

Como Beyoncé conseguiu manter segredo sobre o disco que lançou de surpresa?

As cópias piratas representam um prejuízo de cerca de US$ 3,8 milhões – valor calculado a partir da quantidade de downloads e do preço de US$ 15,99. Executivos da área ainda tentam compreender, contudo, se o compartilhamento de conteúdo na internet resulta em prejuízo ou em lucro decorrido da propaganda boca-a-boca.

“Eu senti que queria seguir os passos de Madonna e ter meu próprio império”, diz Beyoncé.

Segundo dados do Musicmetric, especialista em análise de dados de compartilhamento de conteúdo pela internet, todo o catálogo de Beyoncé foi compartilhado pelo protocolo do BitTorrent em cerca de 2 milhões de vezes em 2013.

“O uso de dados do BitTorrent permite que gravadoras tenham uma visão incrivelmente detalhada de onde seus artistas são populares – de cidade em cidade”, disse o chefe executivo do site, Gregory Mead, à imprensa internacional. “Embora os números de compartilhamento sejam altos, será possível traduzi-los muitos deles em compradores.”

Rock in Rio 2013: Beyoncé domina primeira noite do festival.

Seja lá o que Beyoncé pensa de seus fãs que baixam música sem pagar, ela claramente está em uma fase generosa. Recentemente apareceu de surpresa em uma loja Wal-Mart para comprar seu próprio disco e distribuiu vale-presentes de US$ 50 a compradores. Além disto, um vídeo que surgiu nas redes sociais mostra a estrela cantando para um fã com doença terminal.