Novo disco do Libertines deve sair em 2015, diz Carl Barât

Banda retornou oficialmente e pretende gravar o terceiro álbum na Alemanha

Redação Publicado em 09/07/2014, às 12h00 - Atualizado às 12h04

The Libertines
Reprodução/Facebook

O Libertines está mesmo de volta. E eles não querem cair na vala dos caça-níqueis, com turnês de reunião sem material inédito. Foi o que garantiu Carl Barât, metade da mente criativa da banda conta com Pete Doherty, em entrevista à versão impressa do semanário musical britânico NME.

Veja como foi o retorno do Libertines à Londres, com um show para 60 mil pessoas no Hyde Park.

A banda que fez um grande show ao ar livre no último sábado, no Hyde Park, em Londres, além de outras duas apresentações em Glasgow (Escócia), também falou sobre novas músicas, um desejo que Doherty havia deixado claro em entrevista ao The Daily Record. Barât concorda com o companheiro de banda e diz que material inédito “sempre” foi o plano deles quando anunciaram o retorno da banda.

Pete Doherty diz que as drogas arruinaram sua vida: “Mataram a minha criatividade”.

“Precisa ser no próximo ano”, disse o músico, vocalista e guitarrista, quando pressionado a falar sobre uma previsão de lançamento para este material. “Nós só precisamos achar tempo”, continuou o músico.

Entrevista com Carl Barât: “O melhor ainda está por vir".

Doherty disse anteriormente que a ideia dele é “finalizar as ideias que nunca terminamos naquela época”. “Todas aquelas músicas que não tocamos para mais ninguém e estão mergulhadas em éter. Nós também queremos começar a ter novas ideias para que não seja apenas coisas velhas.”

“Ainda somos relevantes”, diz Pete Doherty sobre o retorno do Libertines.

O Libertines teve ascensão e queda meteóricas. Lançaram dois discos, Up the Bracket e The Libertines, de 2002 e 2004, respectivamente, mas naquele mesmo ano o grupo chegou ao fim em decorrência do abuso de drogas – principalmente por parte de Doherty.