Novo estudo aponta que cannabis pode ajudar no combate ao coronavírus; entenda

Cientistas da Universidade de Lethbridge, no Canadá, publicaram em abril os primeiros resultados promissores da pesquisa

Redação Publicado em 23/05/2020, às 12h00

None
Snoop Dogg (Foto: Reprodução)

Uma nova pesquisa conduzida por estudiosos da Universidade de Lethbridge, no Canadá, foi buscar uma possível ajuda ao combate contra o coronavírus em uma área um tanto quanto inesperada: a cannabis.

De acordo com os pesquisadores, substâncias presentes na erva podem ajudar a bloquear a entrada de partículas do COVID-19 em células humanas.

+++LEIA MAIS: Produtor musical mascarado distribui maconha e papel higiênico para pessoas isoladas contra coronavírus

Segundo informações divulgadas pelo Consequence of Sound, os cientistas responsáveis analisaram como uma quantia limitada de extrato de cannabis sativa com alta concentração de CBD (Cannabidiol, utilizado em tratamentos efetivos contra doenças crônicas como Parkinson e epilepsia) interage com a enzima ACE2, presente na superfície dos tecidos dos pulmões, artérias, coração, rins e intestinos.

Resultados mostram que esse extrato pode ajudar a prevenir a entrada do coronavírus nas células de proteína presentes no corpo humano, consideradas a "porta de entrada" do vírus.

+++LEIA MAIS: Ozzy Osbourne posta fotos com muita maconha e web reage: ‘Achei que estava sóbrio’

O estudo, intitulado In Search of Preventative Strategies: Novel Anti-Inflammatory High-CBD Cannabis Sativa Extracts Modulate ACE2 Expression in COVID-19 Gateway Tissues, foi publoicado pelo jornal acadêmico Preprint em abril.

O material já publicado cobre as descobertas iniciais relacionadas à pesquisa, mas os cientistas da universidade planejam aprofundar os estudos nos próximos meses.


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE