Novo relatório indica que Natalie Wood pode ter sido agredida antes de morrer

O corpo da atriz foi encontrado no Pacífico, perto da costa sul da Califórnia, há 31 anos

Redação Publicado em 15/01/2013, às 12h43 - Atualizado às 12h53

Natalie Wood e James Dean levam à tela seu amor à la Romeu e Julieta, com boa dose de delinqüência
REPRODUÇÃO YOUTUBE

Um novo relatório divulgado pelo Instituto Médico Legal de Los Angeles joga luz na misteriosa morte da atriz Natalie Wood, ocorrida há 31 anos. Ela tinha hematomas nos braços e pulsos, além de arranhões no pescoço quando seu corpo foi retirado do Pacífico, em 1981, e a nova análise indica que ela os adquiriu antes de cair na água e morrer. Apesar das novas evidências, não foi possível concluir com certeza que a morte dela não foi acidental.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Wood foi encontrada morta aos 43 anos, seu corpo estava boiando na perto da ilha Santa Catalina, costa do sul da Califórnia. Antes, e estava a bordo de um iate, onde jantou com os atores Robert Wagner (seu marido) e Christopher Walken, com quem fazia um filme.

O caso foi reaberto em 2011, depois de anos com muitas perguntas sem respostas. Em junho de 2012, o atestado de óbito dela foi alterado de "morte por afogamento acidental" para "afogamento e outros fatores indeterminados". Wagner, agora com 82 anos, e Walken não são suspeitos. Um detalhe curioso do caso é que a atriz tinha pavor de água e não sabia nadar.

Wood foi indicada a três Oscars e ficou famosa por atuar em longas como Amor, Sublime Amor e Juventude Transviada (foto). Desde a morte dela, diversas versões conflitantes foram apresentadas ao público, mas nunca se soube exatamente o que houve.