O começo de tudo: quando Brian Epstein conheceu os Beatles e criou a maior banda do mundo

Em 28 de outubro de 1961, Brian teve seu primeiro contato com o quarteto de Liverpool

Redação Publicado em 09/11/2020, às 10h06

None
Brian Epstein, empresário dos Beatles, é fotografado na cidade de Nova York em 11 de agosto de 1966 (Foto: AP Images)

Há 59 anos, em 28 de outubro de 1961, por volta das três horas da tarde, Brian Epstein teve seu primeiro contato com os Beatles enquanto trabalhava como gerente de uma loja de discos.

+++LEIA MAIS: Em 1970, John Lennon revelou qual música dos Beatles ele menos gostava: 'Foi feita às pressas'

Na época, um jovem de 18 anos, Raymond Jones, queria encomendar um compacto com a música “My Bonnie”, gravada pelos Beatles em parceria com o guitarrista Tony Sheridan: “Existe um registro. eu quero. É ‘My Bonnie’ (...) Você consegue?”

Atrás do balcão, Brian, em plenos 27 anos, acenou com a cabeça e perguntou de quem era o registro. “Você nunca ouviu falar deles? É de um grupo chamado The Beatles”, respondeu Jones, empolgado.

Ao realizar a encomenda, o vendedor descobriu que o quarteto era de Liverpool, assim como ele, e tocaria na cidade em 10 dias. Onde? No famoso Cavern Club, é claro.

E, assim, em 9 de novembro de 1961, Brian assistiu ao show da banda e ficou extremamente encantado com seu carisma nos palcos.

+++LEIA MAIS: Brian Epstein, o 'Toque de Midas' dos Beatles, ganha cinebiografia

Em janeiro de 1962, Brian tornou-se o empresário dos Beatles, e permaneceu no cargo até o dia 27 de agosto de 1967, quando, segundo o portal Ultimate Classic Rock, foi encontrado morto por overdose acidental em Chapel Street, Londres, aos 32 anos.

Foi com ele que os Beatles mudaram o jeito de se comportar e vestir, adotando os famosos ternos em vez das jaquetas de couro rebeldes. Além disso, Brian nãopermitia bebidas alcóolicas, drogas ou fumos durante as performances ao vivo.

Todos o amavam. Paul McCartney, inclusive, se referia ao empresário como “o quinto Beatle”, enquanto John Lennon admitiu que ele era o mecânico por trás das máquinas dos Beatles. "Eu sabia que estávamos em apuros", disse John após a morte do amigo.

+++LEIA MAIS: Qual música dos Beatles George Harrison escreveu só para ‘passar o tempo’?

Então, veio a difícil tarefa de encontrar um subtituto para Brian. Paul sugeriu Lee Eastman, seu novo sogro, como representante, mas o restante da banda queria Allen Klein, que também gerenciava os Rolling Stones.

Klein foi contratado em fevereiro de 1969, e essa divergência de pensamentos foi um dos fatores que contribuíram para o término dos Beatles pouco tempo depois.


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes!


+++ TERNO REI | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO


Mais sobre os Beatles: as 14 músicas que a banda mais tocou nos shows:

1. “Twist and Shout”

374 vezes


2. “Long Tall Sally” (cover de Little Richard)

248 vezes


3. “She Loves You” 

210 vezes


4. “Roll Over Beethoven” (cover de Chuck Berry)

203 vezes


5. “Can't Buy Me Love”

198 vezes


6. “I Saw Her Standing There”

180 vezes


7. “From Me to You”

172 vezes


8. “A Hard Day's Night”

159 vezes


9. “I Wanna Be Your Man”

157 vezes


10. “All My Loving”

151 vezes


11. “I Want to Hold Your Hand”

146 vezes


12. “Money (That's What I Want)” (cover de Barrett Strong)

137 vezes


13. “I Feel Fine”

126 vezes


14. “Boys” (cover de The Shirelles)

125 vezes