O dia em que George Harrison sobreviveu após ser esfaqueado múltiplas vezes [FLASHBACK]

Em dezembro de 1999, George Harrison quase morreu após ser esfaqueado cerca de 40 vezes em sua própria casa

Marina Sakai (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 06/07/2021, às 18h14

None
George Harrison (Foto: AP)

George Harrison sofreu um atentado em 30 de dezembro de 1999, quando um homem entrou na casa do ex-Beatle e o esfaqueou múltiplas vezes. A esposa do artista, Olivia Trinidad, e o filho do casal, Dhani Harrison, estavam dormindo na residência. O músico Harrison sobreviveu, mas nunca foi o mesmo após o ocorrido.

No julgamento do agressor, Michael Abram, Harrison revelou como havia trancado a residência e foi se deitar. Uma hora mais tarde, sua esposa ouviu o som de vidro quebrando, e o casal percebeu que alguém havia invadido a casa. O ex-Beatle foi investigar, encontrou Abram e tentou chegar a um acordo.

+++LEIA MAIS: Quais foram as últimas palavras de George Harrison para Ringo Starr?

Abram não reagiu bem e atacou o artista. Harrison foi esfaqueado diversas vezes no peito e o agressor parou apenas quando Olivia Harrison tentou defender o marido com um abajur. Naquele momento, o ex-Beatle pensou estar morrendo, e "conseguia sentir a força saindo de seu corpo," como confessou no julgamento.

Eric Clapton revelou como estava preocupado com o amigo após o ataque, e estava "muito perturbado, não sabia como prosseguir com a vida," como escreveu Peter Doggett em seu livro You Never Give Me Your Money (2009), sobre a vida dos Beatles após o término da banda em 1969. 

+++LEIA MAIS: O dia em que John Lennon não gostou de ser comparado com George Harrison [FLASHBACK]

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by George Harrison (@georgeharrisonofficial)

 

Na época do atentado, Harrison e a esposa minimizaram os impactos, e tentaram fazer parecer como se o músico tivesse sido pouco afetado pela agressão. Segundo Charlie Watts, baterista dos Rolling Stones, porém, "George foi esfaqueado umas 40 vezes. [...] Estaria morto se estivesse deitado na cama, não teria conseguido lutar. Tinha sangue por toda parte. Foi horrível."

Harrison foi diagnosticado com câncer de garganta em 1997, mas o astro recebeu o tratamento e teve sucesso na recuperação. Após o ataque, a doença voltou, segundo um funcionário da família: "Ele mudou. Todos sentimos. Temos certeza, por isso o câncer voltou. Ele estava bem, mas depois do atentado, não tinha mais forças." 

+++LEIA MAIS: As 6 músicas mais amadas - e inesquecíveis - da carreira pós-Beatles de George Harrison [LISTA]

Harrison morreu em 2001 após lutar contra um câncer de pulmão. Abram não foi condenado com uma justificativa de "insanidade temporária." Foi levado a uma instituição e conseguiu a liberdade um ano após a morte do ex-Beatle.

As informações são do Cheat Sheet.

+++LEIA MAIS: Paul McCartney acredita que espírito de George Harrison está em árvore - e conversa com ela


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL