O dia em que George Harrison teve a casa invadida pela polícia para apreensão de drogas

O acontecido foi no mesmo dia do casamento de Paul McCartney e Linda

Redação Publicado em 31/03/2020, às 19h37

None
George Harrison (Foto: AP Images)

No dia do casamento de Paul McCartney e Linda, em 12 de março de 1969, o serviço policial de Londres fez uma operação anti-drogas na casa de George Harrison, relembrou a Far Out Magazine

+++ LEIA MAIS: Qual é o álbum dos Beatles com mais músicas de George Harrison?

No momento da apreensão de drogas, Harrison estava trabalhando na sede dos Beatles, na Apple Corps. A esposa na época, Pattie Boyd, contudo, estava em casa e lembrou-se da visita na autobiografia Wonderful Tonight: "De repente, ouvi muitos carros no cascalho na entrada, muitos demais para ser apenas George. Meu primeiro pensamento foi que talvez Paul e Linda quisessem festejar após o casamento. Então a campainha tocou. Abri a porta e encontrei uma policial e um cachorro do lado de fora. Naquele momento, pensei: 'Oh, meu Deus, isso é tão assustador!' Estou cercada pela polícia."

Imediatamente Patty ligou e pediu para o músico voltar para casa e, ao chegar, viu que o espaço havia sido totalmente vasculhado: “Você não precisava ter virado todo o lugar de cabeça para baixo. Tudo o que você precisava fazer era me perguntar e eu lhe mostraria onde guardo tudo”, disse Harrison aos policiais. 

+++LEIA MAIS: Beatles: Ouça a guitarra isolada de George Harrison em 'Don't Let Me Down'

"George estava calmo sobre isso", escreveu Patty. "George está sempre calmo - às vezes fica irritado - mas, estava extremamente calmo naquela noite e muito, muito indignado.". A calma dele, contudo, acabou quando estavam indo para delegacia e um fotógrafo começou a tirar fotos dos dois, o que resultou no guitarrista perseguindo-o pela rua com policiais atrás.

A busca foi uma ordem do detetive Norman Pilcher. Nela, a polícia alegou ter encontrado maconha e uma porção generosa de haxixe dentro de um dos sapatos do músico - que o ex-Beatle negou veementemente  - e os dois foram detidos. Apesar de ter sido libertado sob fiança no mesmo dia, o casal perdeu o casamento de Paul McCartney.

+++LEIA MAIS: Fender oferece 3 meses de aulas de guitarra online; veja

"Eles escolheram o dia do casamento de Paul para fazer uma operação e até hoje ainda estou tendo dificuldades com meu visto para a América por causa desse sujeito. Ele veio à minha casa com cerca de oito outros policiais, uma policial e um cachorro, que se chamavam Yogi - porque, suponho, pela conexão dos Beatles com Maharishi. Eles pensaram que se divertiriam um pouco. Eles nos tiraram, pegaram nossas impressões digitais e fomos flagrados. Estava escrito nos jornais como um desfile de moda: 'George estava vestindo um terno amarelo'", contou o músico em uma entrevista mais tarde. 

George Harrison acreditava que foi uma busca arranjada: "Sou um homem arrumado. Mantenho minhas meias na gaveta de meias e escondo na caixa de esconderijo. Não é meu", afirmou. 

+++LEIA MAIS: Por que George Martin substituiu o solo de George Harrison por vocal de John Lennon no início dos Beatles

No dia seguinte, os passaportes do casal foram apreendidos por representantes da Embaixada dos Estados Unidos e, carimbaram um código para dizer que tinham antecedentes criminais por drogas.

Após uma audiência preliminar no dia 18 de março de 1969, o julgamento ocorreu no dia 31 do mesmo mês. O casal foi considerado culpado por posse de cannabis e cada um multado em £ 250. Curiosamente, o sargento Pilcher, foi posteriormente condenado por plantar drogas em outros casos e sentenciado à prisão em 1972.

+++LEIA MAIS: George Harrison revelou como ele e John Lennon experimentaram LSD durante entrevista para TV em 1971 [VÍDEO]


+++ TRAVIS SCOTT: O HYPE EM TORNO DELE REALMENTE FAZ SENTIDO?