O dia que uma cidade inteira ouviu jazz para escapar das garras de um serial killer [FLASHBACK]

Em 19 de março de 1919, o Homem do Machado causou terror na cidade de New Orleans, nos Estados Unidos

Camilla Millan I @camillamillan Publicado em 29/03/2021, às 20h11

None
Cartoon da Times-Picayune sobre o dia 19 de março (Foro: Reprodução)

Há mais de 100 anos, um serial killer protagonizou uma história inusitada em New Orleans, nos Estados Unidos. Conhecido como Axeman (Homem do Machado, em português), o assassino também era fã de jazz - e conseguiu fazer com que uma cidade inteira escutasse e tocasse músicas do estilo.

Em 13 de março de 1919, o jornal New Orleans Times-Picayune publicou uma carta recebida pelo serial killer. No documento, publicado pelo veículo no dia seguinte, o Homem do Machado ameaçou matar qualquer um que não estivesse ouvindo jazz na noite de 19 de março.

+++LEIA MAIS: 4 motivos para assistir Night Stalker se você é fã de true crime [LISTA]

A carta publicada pelo jornal tinha seis parágrafos, referências a satanismo e demônios; confira um trecho: “Na próxima terça-feira à noite, vou passar por New Orleans. Em minha infinita misericórdia, vou fazer uma pequena proposta a vocês.”

Ele continuou: “Aqui está: gosto muito de jazz e juro por todos os demônios das regiões inferiores que toda pessoa será poupada em cuja casa uma banda de jazz esteja em pleno andamento na época que acabei de mencionar. Se todo mundo tem uma banda de jazz tocando, então, tanto melhor para vocês. Uma coisa é certa e é que alguns de vocês que não tocarem jazz naquela noite de terça-feira específica (se houver) vão levar o machado.”

+++LEIA MAIS: Por que a cultura pop tem obsessão por serial killers? [ANÁLISE]

Até então, o serial killer havia cometido 10 assassinatos, e todos os ataques foram realizados com machados, principalmente contra imigrantes italianos e ítalo-americanos. Apenas em 10 de março de 1919, poucos dias antes do envio da carta, o Homem do Machado fez três vítimas. Por isso, o desejo dele foi cumprido.

Quando a noite do dia 19 de março de 1919 chegou, a cidade inteira tocou jazz, tanto os instrumentos quanto as músicas, e foram organizadas diversas festas de jazz no dia O serial killer cumpriu a promessa, e não cometeu nenhum assassinato naquela noite. Contudo, meses depois faria mais vítimas. 

+++LEIA MAIS: 4 séries documentais de true crime na Netflix para quem gostou de Cena do Crime: Mistério e Morte no Hotel Cecil [LISTA]

Apesar de o Homem do Machado ter se transformado em uma personagem da cultura pop devido à carta e ao dia no qual toda New Orleans ouviu jazz, ele nunca foi identificado e nenhum assassinato foi resolvido.


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


 +++ KANT | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL